Comunicação entre veículos e outros dispositivos será redefinida com 5G

5G Americas – 06.04.2021 –

As comunicações entre veículos e tudo (V2X) que ocorrem por meio de redes celulares são capazes de incrementar a segurança nas estradas, melhorar a eficiência do trânsito e transporte, além de contribuir para a economia de energia e redução das emissões de gases nocivos à saúde, trazendo benefícios para o meio ambiente e outras vantagens

As indústrias automotiva e de transporte vem sofrendo mudanças graças à incorporação de Tecnologias da Informação e das Comunicações (TIC) nos últimos anos. Os fabricantes começaram a conectar cada vez mais os veículos há algum tempo, mediante o uso de diversas plataformas de telecomunicações. Diante destes avanços, e graças à sua ampla difusão e massividade, as redes celulares ganham destaque como opção ideal para conectar veículos tanto entre si como a outros serviços e aplicações, às infraestruturas que os rodeiam, aos pedestres, ciclistas e outros elementos.

As comunicações entre veículos e tudo (V2X) incluem uma ampla variedade de conexões entre automóveis e outros dispositivos. Entre elas, se encontram as conexões V2V, ou de veículo para veículo, usada principalmente para questões de segurança, como a prevenção de acidentes; A V2N, ou de veículos para redes, que possibilitam, por exemplo, o monitoramento do trânsito e engarrafamentos em tempo real; Conexão V2P, ou conexão entre veículos e pedestres, que garante a segurança e prevenção; E a V2I, ou de veículos para infraestruturas, que priorizam e sincronizam semáforos e faróis, contribuindo para a eficiência da circulação. Graças às tecnologias móveis que já estão disponíveis no mercado, como a 4G e 5G, as comunicações V2X podem ocorrer por meio das redes celulares (C-V2X Celullar Vehicle-to-Everything).

De modo geral, todas estas formas de conectividade para veículos buscam contribuir para a segurança e prevenção de acidentes, eficiência no trânsito e que levam, consequentemente, a uma economia de energia, de consumo de combustíveis e de emissão de dióxido de carbono.

Atualmente, existem diversas pesquisas e testes que procuram transformar os veículos autônomos, que se conduzem sem a necessidade de intervenção humana, em realidade. Além disso, existem diferentes graus de automação e ferramentas que podem ser implementadas aos carros por meio das TIC, com o objetivo de aumentar a informação disponível para os motoristas humanos e simplificar a tomada de decisões ao volante.

A chegada da 5G é um fator determinante para as comunicações C-V2X, graças à suas capacidades técnicas de baixa latência, disponibilidade e segurança, assim como o uso do fatiamento de redes (Network Slicing) e a computação de ponta (Edge Computing), que permitem uma ampla variedade de aplicações aos veículos. Por exemplo, com o uso de diferentes fatias de rede, um veículo poderia aproveitar simultaneamente diferentes serviços com objetivos muito diversos, como entretenimento (streaming de vídeo por meio da banda larga), aplicações de monitoramento (transmissão em tempo real de dados do motor ou outros componentes aos sistemas dos fabricantes) e até aplicações remotas de direção, automação ou assistência.

Todos os casos de uso mencionados acima requerem diferentes níveis de largura de banda, transmissão a altas velocidades de movimentação, latência, confiabilidade, disponibilidade e consumo de energia. Graças à 5G, todos estes requisitos podem se tornar realidade ao utilizar a mesma tecnologia de comunicação móvel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *