Concessão de BRs entre GO e TO prevê R$ 8,4 bi em investimentos

Redação – 15.04.2020

O Ministério da Infraestrutura encaminhou nesta semana projeto de concessão de trechos das rodovias BR-153, BR-080 e BR-414, entre Goiás e Tocantins, ao Tribunal de Contas da União (TCU). O trecho, de mais de 850 km, liga Anápolis (GO) a Aliança (TO) e é considerado o principal corredor de integração do Meio-Norte com o Centro-Sul do país. Estão previstos R$ 8,46 bilhões de investimentos durante os 30 anos de concessão.

De acordo com o ministério, essa será a primeira rodovia concedida pelo governo federal no modelo híbrido, no qual o principal critério para o leilão é a combinação entre o menor valor de tarifa e o maior valor de outorga fixa. “Trilhamos uma curva de aprendizado analisando erros de concessões anteriores para desenvolver e consolidarmos este novo modelo. Vamos evitar que empresas lancem descontos muito altos e depois fiquem inviabilizadas de cumprir com as obrigações. Mais importante que um leilão bem-sucedido é uma concessão bem-sucedida”, disse o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

As obras preveem 623 km de duplicação, além de 22 km de faixas adicionais e 21 passarelas. No projeto de concessão, o governo prevê o valor máximo de tarifa de R$ 12,76 para pistas simples e de R$ 16,60 para pistas duplas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *