Concessionárias paulistas participam de campanha contra a homofobia

Redação – 17.05.2021 – Bandeira do arco-íris está estendida no vão livre da Estação Sé do Metrô, marcando o Dia Internacional de Luta contra a LGBTIfobia

Para marcar o Dia Internacional de Luta contra a LGBTIfobia, celebrado em 17 de maio, as empresas ligadas à Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) – EMTU, CPTM, Metrô e as concessionárias ViaMobilidade e ViaQuatro – participam da campanha 17 de maio – Um dia de luto e de luta!, lançada pela Coordenação de Políticas para LGBTI+ da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), em parceria com o Museu da Diversidade Sexual, do Governo de São Paulo.

A campanha traz uma série de artes desenvolvidas pelo artista gráfico Beto Cavalcante que reinterpretam e transformam quadros clássicos com informações sobre direitos da população LGBTI+. Os direitos ao nome social, casamento civil, à vida e à segurança são algumas das inspirações para as imagens. As peças serão exibidas nos monitores nas estações do Metrô e nos trens da Linha 4-Amarela.

Outra ação envolve cartazes na CPTM, nas estações da Linha 5-Lilás, nos ônibus gerenciados pela EMTU, nos terminais e também em monitores de vídeo do VLT, na Baixada Santista. Além disso, as empresas vão divulgar a campanha nas suas redes sociais. “Ajudar a levar a mensagem contra a homofobia para os milhões de passageiros que usam nossos trens e ônibus é uma forma de manifestar nosso total apoio à causa LGBTI e mostrar que somos contra qualquer forma de discriminação”, disse Alexandre Baldy, secretário dos Transportes Metropolitanos.

O principal mote das peças é garantir, por meio da informação, poder para a população LGBTI+ seguir na luta por seus direitos. “O dia 17 de maio é uma importante data para refletirmos sobre os impactos da LGBTIfobia na nossa sociedade, assim como apoiarmos essa luta em direção a um mundo que tenha, ao mesmo tempo, mais diversidade e inclusão”, diz Claudia Carletto, secretária municipal de Direitos Humanos e Cidadania. “É muito gratificante receber o apoio de empresas tão relevantes nesta causa”, concluiu.

Palavras positivas como orgulho, resistência, respeito, empatia, amor e solidariedade farão parte das peças, em contraposição às palavras como isolamento, exclusão, discriminação, solidão e violência. O objetivo é celebrar as conquistas já alcançadas pela população LGBTI+, mas também lembrar que ainda vivemos em uma sociedade majoritariamente homofóbica e que muito precisa ser feito para mudar essa realidade.

Bandeira no Metrô – Outra importante ação da campanha aconteceu nesse sábado, 15 de maio, no vão livre da Estação Sé de Metrô, onde foi estendida uma bandeira do arco-íris. A ação tem apoio da Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (APOGLBT). “A importância da bandeira LGBTI estar em uma das estações mais importantes da capital paulista nos faz refletir sobre o quão necessária é a luta dessas populações”, afirma Claudia Garcia, Presidente da APOGLBTSP.

“Para a causa LGBTI, a bandeira do arco-íris é um símbolo de resistência e de uma luta que começou em 1969, mas que precisamos lembrar neste 17 de maio que nossa luta continua”, disse Renato Viterbo, vice-presidente da Associação da Parada LGBT+ de São Paulo. “A parceria entre o Metrô, Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania e a Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo só reforça que, quando todos se unem para um bem comum, todos saem ganhando”, afirmou.

Secretaria dos Transportes Metropolitanos – A STM cuida diariamente (em tempos normais) do transporte de cerca de 10 milhões de passageiros que usam os ônibus gerenciados pela EMTU, além dos trens do Metrô, da CPTM e das linhas 4-Amarela e 5-Lilás, concedidas à iniciativa privada. A Estrada de Ferro Campos do Jordão, no interior do Estado, também é responsabilidade da STM, assim como o Parque Capivari, igualmente em Campos do Jordão e concedido à iniciativa privada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *