Conheça os cinco desafios para gerenciar os dados de IoT

Redação – 30.01.2020 –

Artigo da IoT Magazine aponta o quinteto que desafia a gestão de dados em Internet das Coisas

Segurança: O desafio mais significativo está relacionado à cibersegurança. Não é apenas a conexão de dados que está vulnerável, mas tudo conectado ao hardware real. Imagine uma unidade de fabricação inteligente equipada com sensores de IoT. Teoricamente, os invasores poderiam usar a conexão como ponto de partida para acessar outros sistemas de missão crítica. Ele pode desligar as máquinas, causar superaquecimento ou sobrecarga, roubar dados confidenciais, incluindo segredos de propriedade e muito mais.

Privacidade: A maioria das conexões online é protegida usando uma forma de criptografia. O que isso significa é que os dados estão bloqueados atrás de uma chave de software e não podem ser descriptografados – traduzidos – sem a devida autorização. Apesar disso, muitas empresas ainda optam por evitar o uso de criptografia. As plataformas de IoT podem coletar, transmitir e usar dados não criptografados, tornando-os completamente vulneráveis. Os maiores infratores são dispositivos ou plataformas criados e mantidos por desenvolvedores relativamente inexperientes.

Confiabilidade: Quando a energia acaba, ou o provedor local de serviços de Internet está passando por uma interrupção, sistemas inteiros ficam offline. Desastres naturais ou emergências também podem afetar os data centers, que a maioria das soluções de IoT exige para operar adequadamente. Isso pode significar muitas coisas diferentes no mundo da IoT. Às vezes, dispositivos ou sistemas inteiros são inutilizáveis. Outras vezes, eles ainda podem operar, mas com uma capacidade reduzida. Pior ainda, os processos de coleta e geração de dados também são interrompidos.

Consumo de recursos: A eletrônica requer energia para operar e os dispositivos IoT não são exceção. Pior ainda, eles devem transmitir dados ativamente 24/7, o que significa suporte de outras tecnologias, incluindo adaptadores de rede, gateways e muito mais. Além da eletricidade, os dados requerem armazenamento físico. Mesmo com as soluções de computação em nuvem e de borda, ainda há um servidor remoto conectado à rede que está sendo usado para hospedar o conteúdo digital.

Fragmentação: O mundo da IoT consiste em milhares de dispositivos de tantas marcas e desenvolvedores. Cada um deles foi projetado para funcionar em um ecossistema proprietário, com aplicativos móveis, ferramentas e gateways separados para apoiá-los. A fragmentação é incrível, e é algo que pode realmente reter o mundo industrial. Pode ser desastroso em certos setores, como o setor médico, onde é necessário ter soluções claramente definidas e confiáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *