Construção civil continua ativa segundo CBIC

Redação – 22.06.2020 –

Levantamento da semana de 15 a 19 de junho mostra obras estaduais e municipais em andamento na maioria dos estados

A Câmara Brasileira da Construção civil (CBIC) tem acompanhando o status das obras em andamento nos estados a partir de informações das associações regionais do setor. Na semana passada (15 a 19 de junho), o mapeamento indica que as atividades acontecem na maior parte do país. O único estado onde as obras estaduais estariam paralisadas é Sergipe. O levantamento da CBIC não tem informações sobre os estados do Rio Grande do Norte e Piauí, no Nordeste, e sobre o Acre, Rondônia e Roraima, na região Norte.

No Rio Grande do Su, por exemplo, cinco entidades regionais confirmaram as atividades das obras estaduais e municipais, mas com restrições. É o caso da região de Caxias do Sul, onde o governo estadual decretou a bandeira vermelha, permitindo que 75% dos trabalhadores efetivos possam atuar. Já no Vale do Taquari, onde estão 37 cidades, a limitação é menos severa – bandeira laranja. Na região de Itajaí, em Santa Catarina, a determinação é que sejam realizados testes para o Covid-19 em todos os trabalhadores.

O Sinduscon da Bahia, por sua vez, reporta atividades normais e dá os créditos disso ao alinhamento entre o governo estadual e as prefeituras. “Devido à lucidez do governo estadual e prefeitos municipais, inclusive de Salvador, estão permitidas as atividades em nossos canteiros de obras, com adoção rigorosa das medidas protetivas recomendadas tanto pela CBIC, como pelo Sinduscon”, informa o sindicato oficial do estado.

Na avaliação da Ademi, os pernambucanos poderão retomar integralmente as atividades de construção civil, inclusive com 100% da força de trabalho em 99 municípios, por sinal, dentre os quais, estão todos da Região Metropolitana de Recife. A retomada aconteceria a partir de hoje (22/6). Para os profissionais de escritório as restrições continuam. Em 85 municípios, ainda persiste uma redução de 50% da mão de obra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *