CPQD defende a criação de laboratório de referencia para 5G no Brasil

Redação – 23.04.2020 –

Foco é a segurança cibernética das redes, segundo instituto especializado em telecomunicações

A implantação das redes de quinta geração de telefonia móvel (5G) é tema da consulta pública 9, coordenada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e cuja fase de contribuições foi encerrada na semana passada. Uma das contribuições do CPQD é a sugestão de criação de um laboratório nacional de referência em 5G, “multiusuário e com capacidade de realizar auditoria da segurança cibernética de equipamentos e soluções destinados às redes de telecomunicações brasileiras”.

O instituto indica que a fonte de financiamento do laboratório poderia ser o leilão de espectro, como foi a proposta feita no senado dos Estados Unidos. Lá, a ideia é que sejam destinados de até 5% dos recursos obtidos com licitações de espectro para a pesquisa e desenvolvimento de tecnologias 5G e iniciativas de segurança cibernética voltadas a essas redes.

“Um dos objetivos principais da nossa proposta é atender aos requisitos definidos pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da presidência da República referentes à segurança cibernética das novas redes 5G”, explica Gustavo Correa Lima, líder da Plataforma de Comunicações Sem Fio do CPQD. “É fundamental que o Brasil tenha um laboratório nacional com infraestrutura compatível com essas necessidades e com os requisitos a serem estabelecidos pelo GSI e pela Anatel”, acrescenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *