Cresce geração de energias renováveis na primeira quinzena de julho

Redação – 24.07.2020 –

Nos 15 primeiros dias de julho – em comparação com o mesmo período de 2019 –  a geração de energia hidráulica cresceu 7,2%, a eólica 10,7% e a fotovoltaica 30,9%. Os dados são do boletim InfoMercado Quinzenal, divulgado pela CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica). Para isso, a geração termelétrica teve queda de 34,2%.

Os dados demonstram um cenário de substituição das energias geradas a partir da queima de combustíveis fósseis por gerações mais sustentáveis. Afinal, na comparação da primeira quinzena de julho deste ano com o ano passado, o consumo de energia pelo Sistema Integrado Nacional caiu 2,4%, recuando de 58.882 MW médios para 57.464 MW médios. A queda é atribuída ao isolamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus e a CCEE frisa que o mês de julho foi, até agora, o de menor variação desde o início do isolamento social.

No Ambiente de Contratação Regulada (ACR), que reúne os consumidores cuja compra de energia é feita pelas distribuidoras, a queda na demanda foi de 3,5%, fechando em 39.023 MW médios, por causa da migração de consumidores para o mercado livre e por causa das restrições causadas pelo combate à Covid-19. Expurgadas as migrações, a queda seria de 1,4%.

Os dados indicam ainda uma retração de 1,1% na produção de energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) na primeira metade de julho, caindo de 61.370 MW médios no ano passado para 60.700 MW médios em 2020 – fruto de medidas menos restritivas de isolamento social. A geração de autoprodutores de energia, em contrapartida, cresceu 11,1% em julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *