Depois de 30 anos e mais de R$ 14 bilhões, rios Tietê e Pinheiros continuam poluídos

Redação – 08.10.2019 –

Avaliação da Fiesp mostra como a falta de tratamento de esgoto afeta a despoluição dos dois grandes rios da capital paulista.

Os grandes rios da capital de São Paulo tem números e eles não são pequenos: são 30 anos de ações e mais de 3 bilhões de dólares (ou 14 bi de reais). E, infelizmente, tanto o Pinheiros como o Tietê continuam poluídos. O problema continua porque, na Grande São Paulo, 45% dos esgotos gerados não são tratados. No Estado como um todo, o percentual chega a 50%.

O problema vai estar no centro de um debate na Fiesp hoje (08/10) e amanhã. Para debater com quem trata, planeja, regula e controla esgotos no Brasil, bem como refletir como e o que fazer para mudar esta situação, a entidade realiza o Seminário A Despoluição dos Rios. Representantes dos três níveis de governo: federal, estadual e municipal, e de organizações da sociedade civil apresentarão os questionamentos, as propostas e soluções para o problema durante o debate.

Entre os temas que serão abordados, a necessidade urgente da melhoria da qualidade dos rios, a importância desde o planejamento de médio e longo prazo, a demanda por investimentos, a integração das políticas públicas nos seus diferentes níveis de atuação, bem como um olhar sobre o passado para que erros não sejam repetidos.

O presidente da Fiesp, Paulo Skaf, avalia que não adianta nada os governos investirem bilhões de dólares para despoluir os rios ao mesmo tempo em que não existam estratégias para deixar de continuar despejando esgoto nesses rios. “Infelizmente, a sociedade continua convivendo com rios altamente degradados. Se não resolvermos a coleta e o tratamento de esgoto que têm impacto direto na saúde da população, nunca vamos despoluir os rios”, argumenta.

O Seminário A Despoluição dos Rios é aberto ao público que pode participar gratuitamente, mediante inscrição no site da Fiesp (www.fiesp.com.br/agenda/seminario-a-despoluicao-dos-rios/). No site, é possível conhecer a programação completa do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *