Deutsche Telekom testa 5G no Porto de Hamburgo

Da Redação – 06.03.2018 –

Operadora alemã avalia, na prática, funcionalidades da nova geração, usando tecnologia da Nokia

Os desafios da quinta geração de telefonia móvel vão ser avaliados num ambiente real de infraestrutura, o porto alemão de Hamburgo, um hub mundial do transporte de cargas e de passageiros. O teste é uma iniciativa de três atores: o Hamburg Port Authority, ou seja, a entidade que administra o porto, a operadora Deutsche Telekom (DT) e Nokia, fabricante finlandesa da tecnologia de rede. O cenário é uma área de cobertura de 8 mil hectares, onde vão ser avaliados o uso do 5G em atividades como o gerenciamento de semáforos, o processamento de dados a partir de sensores móveis e a realidade virtual. Para colocar a rede em pé, a DT vai usar uma torre de televisão, instalando as antenas a uma altura de 150 metros.

Terminal de conteineres do Porto de Hamburgo: na mira dos testes de 5G que vão durar 2 anos

De acordo com a Nokia, a primeira parte do projeto é testar o 5G num ambiente industrial, que requer uma rede de telecomunicações altamente confiável e segura. Ao mesmo tempo, o teste vai avaliar o que se precisa de suporte para os diversos serviços e aplicações da quinta geração. Como é tanto um hub logístico como uma atração turística, o Porto de Hamburgo é considerado um local apropriado para avaliar como poderá ser, na prática, o 5G. A tecnologia será usada para a coleta e processamento – em tempo real – de medidas de meio-ambiente do porto, assim como o gerenciamento de semáforos dentro das instalações. Já os recursos de realidade virtual poderão ser aplicados para monitorar infraestruturas críticas como as comportas e áreas de construção.

O fatiamento da rede (network slices) é um dos mecanismos do 5G que devem ser testados, permitindo que redes virtuais dedicadas sejam criadas e avaliadas separadamente. Com o fatiamento, as redes 5G podem, teoricamente, se adaptar dinamicamente aos requerimentos de diferentes aplicações. Será a primeira vez que o fatiamento será testado na Alemanha ao vivo para ambientes industriais, como são classificados os portos.

O projeto terá dois anos de duração e se chama 5G MoNArch (5G Mobile Network Architecture for diverse services, use cases, and applications in 5G and beyond). O objetivo é ganhar experiência para colocar as funcionalidades em prática nos próximos anos. Dois testbeds serão adotados: o primeiro em Hamburgo, integrando os sistemas de monitoramento e controle para tráfego e infraestrutura. O segundo, baseado em Turim, na Itália, vai se focar em aplicações multimídia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *