Energias renováveis empregam 8 milhões de pessoas

Da Redação – 15.07.2016 –

Setor solar tem maior representatividade, com 2,8 milhões de postos de trabalho registrados mundialmente em 2015. 

Em combate à taxa de desemprego, que chegou a 8,5% no Brasil em 2015, o setor de energias renováveis promete gerar milhares de postos de trabalho. Somente o nicho solar fotovoltaico deve empregar entre 60 e 90 mil pessoas no país até 2018, quando esse tipo de instalação pode ser responsável pela geração de até 3,3 GW de energia.

O Brasil segue uma tendência mundial na adoção de energias limpas, fato que pode ser verificado pelo aumento global de 5% nos postos de trabalho desse setor em 2015. Os dados são das estatísticas de energias renováveis e empregos, publicadas no balanço anual da Agência Internacional de Energias Renováveis (Irena).

O setor de energia solar foi o mais representativo, com 2,8 milhões de postos de trabalho mundialmente no período. A China, o Brasil e a Índia são os maiores empregadores.

Aqui, o maior número de empregados na indústria de energia renovável está nos setores de bioenergia e de grandes hidrelétricas, embora também cresçam os empregos no setor eólico.

Globalmente, as instalações solares fotovoltaicas cresceram 20% em 2015, com a China, o Japão e os Estados Unidos na liderança. O maior empregador solar é a China, com 1,7 milhão de empregos em 2015. Como os Estados Unidos e a União Europeia vêm cobrando impostos sobre as importações de painéis chineses, alguns fornecedores de módulos reagiram, implantando novas instalações em países como o Brasil. Além disso, à medida que aumenta a energia solar fotovoltaica distribuída, torna-se mais fácil implantar localmente certas partes da cadeia de valor, como montagem, distribuição ou serviços pós-venda. Isso cria mais empregos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *