ENW aumenta sua rede óptica em Manaus e mira em provedores regionais

Da Redação – 16.06.2016 – 

Infraestrutura própria chega a 2.520Km de extensão, com tecnologia Metro Ethernet e Gepon, e amplia penetração da empresa na capital amazonense. 

Com sede em Manaus, a ENW, sigla para EyesNWhere, tem um modelo de negócios sinérgico: possui uma rede de fibra óptica na capital do estado, funciona como operadora regional e também atua como integradora em projetos de cidades digitais. A combinação das duas atividades rendeu à companhia um crescimento de 118% entre 2012 e 2014, depois arrefecido pela crise iniciada no ano passado. Agora, a empresa quer recuperar os bons tempos e aposta em dois caminhos: ampliar a rede – e os clientes – em Manaus e ampliar seu posicionamento como player em projetos de cidades inteligentes.

No primeiro caso, o passo inicial foi dado: a ENW quer ampliar em 20% sua malha óptica na capital amazonense até o final desse ano. Ou seja, ela deverá fechar 2016 com 2.520 Km de extensão em sua infraestrutura. Esse anel permitirá que ela avance como opção de rede para os provedores regionais (ISPs) de Manaus. Com tecnologia Metro Ethernet e Gepon, a malha óptica também atende clientes corporativos, com a oferta de serviços de telecom e videomonitoramento. A manutenção e a ampliação da rede são feitas pela própria empresa. O gerenciamento, por sua vez, é coordenado pela operadora a partir de seu centro de controle.

Na área de cidades digitais ou inteligentes, a empresa quer ampliar suas parcerias e usa a capital de Alagoas como exemplo. Maceió foi um dos projetos ganhos pela ENW e o escopo do contrato envolveu a instalação de uma rede óptica de 150 km de extensão e a ativação de câmeras e de sensores inteligentes. Um dos diferenciais, nesse caso, é a integração de fato entre dispositivos e aplicativos.

“Nosso sistema faz uma leitura das placas dos carros que passam pela cidade e, junto ao banco de dados do Detran, consegue avaliar se algum desses veículos possui irregularidades”, exemplifica Amilton de Lucca, presidente da ENW. Em Maceió, o sistema permite que, caso haja um problema, haja o envio de uma notificação ao dispositivo móvel dos agentes de trânsito que trabalham em campo, que fazem a abordagem imediata do condutor, com base nas informações enviadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *