Google Station aumentará para 619 os pontos de acesso Wi-Fi em SP

Redação – 18.09.2019

Projeto envolve duas operadoras e a tecnologia da norte-americana Ruckus Networks

A Google Station, plataforma pública de Wi-Fi, com alta velocidade e alta qualidade, vai pular dos atuais 120 pontos – atualmente em operação na capital paulista – para 619. A iniciativa envolve a parceria com duas operadoras – Linktel e Americanet – e a tecnologia da Ruckus Networks. O foco do projeto continua a ser a ativação de hotspots Wi-Fi em locais públicos e de alto tráfego, como aeroportos, shoppings, universidades, estradas de ferro e estações de transporte em massa.

De acordo com a Ruckus, os 499 pontos de acesso vão incorporar a tecnologia patenteada de antena adaptativa da Ruckus, chamada de BeamFlex, que “garante uma conectividade de maior desempenho e alcance, um sinal melhor e máxima eficiência”. Os antigos pontos de acesso também serão modernizados. No pacote para as operadoras, a Ruckus fornecerá ainda o controlador virtual SmartZone. Os pontos de acesso, por sua vez, serão os modelo Ruckus T310, nos ambientes externos, e Ruckus R510 (maior densidade) e R310 (menor densidade) nos ambientes internos.

De acordo com a Ruckus, a promessa do Google Station é de uma internet rápida o suficiente para que o usuário assista a vídeos em alta qualidade no seu dispositivo móvel sem precisar gastar seu plano de dados. Para se conectar, basta encontrar e selecionar a rede “Google Station” e informar o seu número de telefone. A confirmação será feita por um código via SMS.

“Considero este projeto um marco importante na democratização do acesso à Internet de alta velocidade no Brasil. Estamos falando de um serviço sem custo para o cidadão que está literalmente elevando a barra da experiência do usuário no acesso Wi-Fi”, explica Marcos Dias, Regional Sales Director – Brazil da Ruckus Networks

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *