Infra Week testa concessões do Santos Dumont e de Congonhas segundo pesquisador da FGV

Redação – 12.04.2021 –

Para Marcus Quintella, resultado no setor aéreo mostra como os investidores nacionais e internacionais estão confiantes na potencialidade do país

“Acredito que o resultado da Infra Week foi excelente e, ao mesmo tempo, surpreendente, principalmente em relação aos altos ágios obtidos com o leilão dos aeroportos, que são três blocos importantes, cada um com as suas características”, avalia Marcus Quintella, pesquisador da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Para ele, o leilão dos aeroportos, feito na última quarta-feira, será um grande teste para “aeroportos chaves” do país, como os de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ).

“A expectativa em relação a esses dois aeroportos é grande, mas haverá tempo suficiente para a análise da conjuntura político-econômica do Brasil. O resultado no setor aéreo mostra como os investidores nacionais e internacionais estão confiantes na potencialidade do país em relação aos negócios, agronegócios e turismo”, avalia

Ele lembra que se trata de contratos com mais de 30 anos, transcendentes ao governo atual. “Isso demonstra que o mercado internacional está apostando a longo prazo e isso é muito fundamental para o desenvolvimento econômico do país, para a sua estabilidade política e segurança jurídica. O Ministério de Infraestrutura está realizando um excelente trabalho. Considero o resultado da Infra Week muito bom”, complementa.

Os próximos passos do governo federal incluem leilões de rodovias importantes, além de portos. Para Quintella, o papel estatal é continuar estimulando bons projetos, oferecendo segurança jurídica e estabilidade para que eles possam ser implementados. “Esses leilões certamente irão estimular investimentos privados, que embora sejam muito importantes, não resolvem todos os problemas de logística e transporte do país”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *