Juazeiro receberá subestação solar ligada por fibra óptica

Da Redação – 14.02.2018 –

O uso de fibra óptica na interligação de subestação de energia é uma novidade no Brasil e a primeira estrutura a receber a tecnologia será um parque de energia solar em Juazeiro, na Bahia. O empreendimento, da Atlas Renewable Energy, deverá produzir 230-kilovolt (kV) de energia, o suficiente para abastecer cerca de 350 mil famílias da região, quando estiver em plana operação (2020).

A ABB vai entregar toda a subestação de Juazeiro e fornecer um controle de supervisão e um sistema de aquisição de dados (SCADA), dispositivos eletrônicos inteligentes (IEDs) para proteção e controle. Também será responsável pelo fornecimento das merging units SAM600, incorporadas ao barramento de processo da subestação.

Os cabos de cobre serão substituídos por cabos de fibra óptica, o que configura uma subestação digital. Nessa etapa, a tecnologia-base será o ABB Ability, que ajuda a melhorar a confiabilidade e o controle, ao mesmo tempo em que otimiza os custos dos clientes.

Uma subestação funciona como o coração de uma rede de energia, transmitindo e distribuindo energia para locais distantes. Segundo a ABB, ao mudar as conexões para fibra óptica, é possível reduzir consideravelmente a quantidade de cabos de cobre necessários, reduzindo custos. “As subestações digitais também exigem menos espaço e aumentam a segurança para o pessoal, pois a supervisão do sistema, com equipamento digital, reduz a necessidade de intervenção manual e elimina a possibilidade de choques elétricos na sala de controle da subestação”, informa a fabricante.

Em 2017, a empresa concluiu a atualização de um projeto semelhante em uma subestação na cidade de Nova York, onde as tecnologias digitais foram aplicadas ao sistema de fornecimento de energia de centenas de milhares de clientes em Manhattan. Também recentemente, a ABB recebeu um pedido da TAURON Dystrybucja SA, uma das principais concessionárias de energia da Polônia, para a primeira instalação de subestação digital no país.

Related Posts

Deixe uma resposta

*

Este post foi visto 973 vez(es).