Komatsu contrata BT como fornecedor mundial de TI e telecom

Da redação – 24.11.2016 –

Fabricante japonesa de equipamentos pesados para construção e mineração avança na adoção de rede híbrida e serviços de tecnologia da informação, inclusive baseados na nuvem

Conhecida em mercados fora de estrada e locais com pouco glamour como o de obras de infraestrutura e minas ao redor do mundo, a japonesa Komatsu bota um pé na nuvem. Vamos explicar: as escavadeiras hidráulicas de grande capacidade continuam sendo fabricadas e distribuídas no mundo inteiro, mas a comunicação entre as várias unidades da corporação nipônica devem avançar para a simplificação e tornar-se cada vez mais digitais como é a tendência dos serviços de telecomunicações e TI (TIC).

Komatsu: equipamentos continuam no chão, mas telecomunicaçoes vão para a nuvem.
Komatsu: equipamentos continuam no chão, mas telecomunicaçoes vão para a nuvem.

O contrato cobre a criação de uma nova infraestrutura global de TI, incluindo 26 localidades em 15 países da Europa, Ásia-Pacífico e América do Sul. No escopo da BT estão os encargos de projetar, implementar e gerenciar uma rede híbrida resiliente, combinando o serviço BT IP Connect Global com serviços híbridos (hVPN) para locais menores. Traduzindo: isso permitiria que os funcionários que trabalham nos escritórios da Komatsu usem a internet para acessar com segurança a rede corporativa.

Já o tráfego de voz, que envolve cerca de 1.100 funcionários, será roteado com o serviço de SIP trunking centralizado do portfólio One Voice da BT – substituindo os serviços de voz tradicionais pela tecnologia de voz sobre IP. Na média, a BT avalia que seus maiores clientes têm reduzido seus custos em até 34% com o portfólio One Voice. Nessa área, a responsabilidade da operadoras britânica também é a de melhorar a qualidade do serviço, inclusive com métricas em termos de resultados de negócios e não em relação aos tradicionais acordos de níveis de serviço (SLA), o que é uma inovação.

Como a BT também já opera com uma realidade de prestação de serviços na nuvem, ela também prepara o caminho de migração da Komatsu para esse universo. A estratégia da corporação japonesa é migrar uma série de aplicações corporativas para o ambiente de cloud nos próximos anos. A mudança também envolve a consolidação da infraestrutura de TI da fabricante para dois data centers da BT. Os serviços de datacenter incluem telehousing, acesso à Internet e balanceamento de carga, aprimorando a distribuição da carga entre diferentes equipamentos.

Para Chris Borremans, CIO da Komatsu Europa, “o acordo com a BT representa o início de uma jornada rumo a serviços flexíveis e baseados em nuvem, voltados ao suporte de nossas operações, clientes e funcionários em todo o mundo. Acreditamos que a BT seja a integradora de serviços de nuvem certa para trabalhar conosco em um roadmap capaz de tornar realidade nossa visão”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *