Locação de máquinas e equipamentos para a construção vive momento de retomada

Redação – 18.02.2020 –

Depois de viver períodos difíceis com a crise econômica, expectativa é de crescimento para este ano, seguindo a tendência de 2019

A locação de equipamentos e máquinas para a construção civil passa por um momento de recuperação no mercado nacional, depois de viver períodos difíceis com a crise econômica que atingiu o país. A avaliação é de Eurimilson João Daniel, secretário da Associação Brasileira dos Sindicatos e Associações Representantes dos Locadores de Máquinas, Equipamentos e Ferramentas (Analoc).

“A expectativa é de crescimento para este ano, seguindo a tendência de 2019, quando vimos a demanda crescer”, garante Daniel, que também é vice-presidente da Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema). No ano passado, o setor de locação de equipamentos e máquinas gerou negócios no valor de R$ 7,1 bilhões, segundo ele. O executivo avalia que o segmento envolva 19 mil empresas em todo o Brasil e tenha a capacidade para gerar 250 mil empregos diretos, mas esteja operando hoje com 46% da capacidade.

Segundo Daniel, o segmento é bastante pulverizado, não ficando nas mãos de um pequeno número de grandes empresas. “Também temos um enorme potencial de crescimento”, garante o executivo. “Hoje, o setor de rental detém cerca de 22% das aquisições dos equipamentos e máquinas da linha amarela existentes aqui, enquanto em países desenvolvidos a locação responde por 60% desses instrumentos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *