Los Angeles vira vitrine de grandes cidades pós-pandemia

Redação – 15.07.2020 –

Artigo publicado no International Business Times mostra como a segunda cidade mais populosa dos Estados Unidos deve lidar na etapa de recuperação da Covid-19

Los Angeles tem mais de dez milhões de habitantes e responde (dados de julho) por metade dos casos confirmados de Covid-19. Os dados são do artigo a quatro mãos dos especialistas Tammie Arnol, sócia fundadora da Alpha Ledger Technologies, e Daniel Weiss,  sócio-gerente da Angeleno Group, empresa de investimentos em tecnologia limpa. Ambos são ainda moradores de Los Angeles – LA para os mais íntimos.

De acordo com eles, a pandemia trouxe crise, mas a reflexão para que as grandes cidades  redesenhem seu modelo urbano, para torna-lo mais sustentável e equitativo. Os dois destacam que há quatro razões para a LA liderar uma recuperação urbana justa, forte e limpa e a primeira delas é que a cidade tem um plano para isso, o Green New Deal, lançado meses antes da pandemia. Parte do plano inclui investimento em infraestrutura urbana de próxima geração.

A segunda razão é que a cidade é um laboratório vivo para praticamente todos os desafios ambientais e urbanos que o planeta enfrenta: incêndios, secas, poluição do ar, aumento do nível do mar, congestionamento e tráfego. Somente os danos às propriedades residenciais e comerciais da Califórnia decorrentes da subida e inundação do nível do mar podem chegar a US $ 17,9 bilhões até 2050.

Terceiro, LA tem uma plataforma. O prefeito da cidade preside o C40 City Climate Leadership Group, uma rede global de cidades que representa mais de 700 milhões de cidadãos e um quarto da economia global, todos comprometidos em criar um futuro mais saudável e sustentável. Nesse cargo, o prefeito Garcetti convocou uma Força-Tarefa de Recuperação Global Mayors COVID-19, que concorda que “não há retorno aos negócios como de costume”.

Como líder do grupo, LA deve estabelecer o padrão – um papel que historicamente essa cidade e estado têm desempenhado. Londres, Seul, São Paulo, Miami, Austin e muitas outras cidades comprometidas com essa visão podem ser parceiros poderosos para aproveitar esse momento transformador.

E pra finalizar: LA tem o maior microfone do mundo. Sede da indústria global de entretenimento, Los Angeles já tem um grande impacto cultural em todo o mundo. Deliberadamente ou não, LA costuma usar esse microfone para amplificar mensagens de abertura e imaginação. Seja Larry David dirigindo seu veículo elétrico, Lisa Simpson sendo vegana ou Justin Bieber sendo fotografado em uma das onipresentes scooters elétricas de Los Angeles, esta cidade tem uma capacidade única de estabelecer novas normas sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *