O 4,5 G já chegou a quase todos os países latino-americanos

 Redação – 13.03.2019 –  

Durante o ano passado, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, México e Panamá receberam as primeiras unidades de redes comerciais LTE Advanced, que é uma evolução da 4ª geração da telefonia celular e permite velocidades de dowload de até 1 Gbps, combinando o uso de blocos de espectros para larguras de manda maiores. Com isso, 13, dos 19 países latino-americanos, passaram a contar com alguma implementação da tecnologia.

De acordo a 5G Americas, os desenvolvimentos comerciais LTE-Advanced têm ocorrido 46 meses (em média) depois do inicio de operações das redes LTE, ou seja, mais ou menos em quatro anos. Até 2018 Bolívia, El Salvador, Honduras, Nicarágua, Paraguai e Venezuela ainda não haviam desenvolvido o 4,5 G. Nos outros países da região, a maioria das redes LTE foram lançadas entre os anos de 2012 e 2014, e a maioria dos inícios de operações LTE-A ocorreram entre 2016 e 2018.

Para a 5G Americas, é importante que as administrações nacionais coloquem à disposição das operadoras espectro disponível em bandas como a de 700 MHz, 1,9 GHz, 1,7 / 2,1 GHz (conhecida como AWS) e 2,5 GHz, por serem bandas que já contam com ecossistemas de tecnologia e que têm promovido o desenvolvimento de conectividade 4G em vários mercados da região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *