Ônibus puxam resultado do Banco Mercedes-Benz

Da Redação – 17.08.2018 –

A afirmação de que os bancos são um ótimo negócio no Brasil vale também para os braços financeiros das montadoras. É o caso da Mercedes-Benz, cujo banco aumentou 54,6% seus negócios no primeiro semestre desse ano em relação ao mesmo período de 2017. Os novos negócios resultaram em R$ 1,7 bilhão de nos seis primeiros meses do ano. Quem puxa o movimento – literalmente – é o segmento de ônibus.

Esse tipo de veículo totalizou R$ 647 milhões no semestre, o que seria um incremento de 180% em relação ao ano passado e o melhor resultado de primeiro semestre desde 2012. Já o mercado de caminhões mostrou um volume de R$ 632 milhões no período, mas um crescimento menor do que o de ônibus – 33,6% em relação aos seis primeiros meses de 2017.

De acordo com o banco, as fontes de financiamento que puxaram o movimento do banco foram o Crédito Direto ao Consumidor (CDC), com R$ 962 milhões do total de R$ 1,7 bilhão, seguido pelo Finame, do BNDES, com R$ 508 milhões, e pelo Refrota (Renovação de Frota do Transporte Público Coletivo Urbano), com R$ 150 milhões.

“Com o mercado reagindo e foco total ao cliente, estamos em um ritmo de crescimento constante que se iniciou com o incremento de 20% nos negócios em 2017 e, agora, com os 54,6% obtidos no primeiro semestre de 2018. Nossa intenção é apoiar as vendas da fábrica e concessionárias, garantindo sempre as melhores condições para os clientes”, afirma o diretor comercial do Banco Mercedes-Benz, Diego Marin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *