PPP do Centro de SP ganha mais 210 apartamentos

Redação – 24.02.2021 –

Parceria público privada entrega duas torres residenciais localizadas perto da Estação da Luz, destinadas à famílias de baixa renda que trabalham na região central da capital paulista

A Secretaria de Estado da Habitação entregou mais 210 apartamentos construídos pela PPP (Parceria Público Privada) da Habitação, em parceria com a Prefeitura de São Paulo. Os imóveis – liberados ontem (23/2) são destinados a famílias de baixa renda que trabalham no Centro de São Paulo e integram o Complexo Mauá, formado por duas torres residenciais, situadas próximas à Estação da Luz. As moradias fazem parte da primeira PPP de Habitação de interesse social do país, dedicada à oferta de moradias, aprimoramento da infraestrutura de serviços e equipamentos públicos e revitalização de áreas do centro da capital paulista

Os apartamentos atendem famílias ou indivíduos com renda mensal bruta entre R$ 1.108,38 e R$ 5.7240,00, que já residiam no município, trabalhavam na região central da cidade e ainda não tinham tido acesso à casa própria. Os contemplados se inscreveram no projeto e participaram de sorteios classificatórios.

As 210 habitações de interesse social foram construídas na chamada Quadra 69, um terreno de 2.253,05 m², localizado na rua Mauá. São oferecidos 42 apartamentos com 1 dormitório (38 m²), 9 unidades com 2 dormitórios adaptadas para Pessoa Com Deficiência (49,6m²) e 159 unidades com dois dormitórios (49 m²). Os residenciais contam com itens de lazer como playground, salão de festas, salão de jogos, jardins e pátio ajardinado. O empreendimento também contará com 22 lojas no andar térreo a serem locadas ou comercializadas pelo parceiro privado.

PPP do CENTRO

A PPP da Habitação já entregou 1.653 moradias sociais (já incluídas as unidades do Complexo Mauá) na região central da Capital e promoveu a revitalização da Praça Júlio Prestes e a reforma do 2º Grupamento da Unidade do Corpo de Bombeiros e entregou a creche municipal Nova Luz para 162 crianças de 0 a 3 anos e 11 meses.

Primeira do país, a PPP é um projeto inovador desenvolvido para repovoar, revitalizar e modernizar o Centro Expandido da capital, aproveitando a infraestrutura existente para ocupar áreas ociosas, aproximar o emprego da moradia e reduzir o tempo de deslocamento de trabalhadores. O projeto é dirigido à população que trabalha, com vínculo empregatício, na área central da cidade, não podendo ser proprietário e/ou possuir financiamento de imóvel residencial em qualquer parte do território nacional e/ou ter sido atendido anteriormente por programas habitacionais.

A PPP da Habitação prevê a construção de 3.683 unidades na região central da capital, sendo 2.260 habitações de interesse social (HIS) e 1.423 habitações de mercado popular (HMP). Os investimentos da iniciativa privada em habitação, serviços e obras urbanas são de R$ 919 milhões e estão sob responsabilidade da empresa Canopus Holding S.A. O estado de São Paulo investirá R$ 465 milhões, divididos ao longo de 20 ano de vigência do contrato, com contrapartida máxima anual de R$ 82 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *