Projetos de mobilidade urbana federais somam mais de R$ 1,7 bilhão

Redação – 23.09.2020 –

Avançar Cidades, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, funciona desde janeiro de 2019

Os investimentos do programa Avançar Cidades, focado em mobilidade urbana, totalizam mais de R$ 1,7 bilhão em recursos segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional. O valor teria sido liberado desde janeiro de 2019 até o presente momento. No total, 179 municípios de 17 estados das cinco regiões brasileiras receberam recursos do programa. Os valores foram utilizados, por exemplo, em obras de pavimentação asfáltica, construção de terminais e corredores de ônibus, Instalação de sinalização viária e calçadas com acessibilidade e elaboração de estudos e projetos.

Os investimentos contemplam cidades da Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí. Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

“Temos uma capilaridade muito grande nos financiamentos concedidos pelo Avançar Cidades, que alcançam desde municípios pequenos até a maior metrópole do Brasil, que é São Paulo”, destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. “São recursos importantíssimos para que as cidades brasileiras façam intervenções necessárias em mobilidade urbana e que vão trazer benefícios para o cidadão”, completa.

A maior parte dos recursos – R$ 1,2 bilhão – contemplaram localidades do Grupo 1 do Avançar Cidades, que engloba municípios com até 250 mil habitantes. Esse montante atendeu 171 localidades.

Por sua vez, nove municípios com população superior a 250 mil moradores e que integram o Grupo 2 da iniciativa contrataram R$ 531,3 milhões. A cidade de São Paulo, por exemplo, teve aceita proposta de quase R$ 200 milhões para obras e serviços complementares do corredor de ônibus da Avenida Chucri Zaidan. Também receberam recursos Belém (PA), Cascavel (PR), Contagem (MG), Curitiba (PR), Petrolina (PE), Santa Maria (RS) e Serra (ES).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *