Provedora Sumicity investe R$ 4,5 milhões em complexo, com data center, no RJ

Redação – 24.06.2019 –

A provedora de internet Sumicity está inaugurando um novo complexo operacional que reúne data center, call center, loja e centro de treinamento na cidade do Carmo (RJ). O espaço recebeu investimento de R$ 4,5 milhões e é, para a operadora, parte importante da sua estratégia de alcançar 500 mil clientes até o final de 2022. Hoje a empresa tem 150 mil assinantes.

“Vivenciamos um momento de profissionalização e, para promover todas essas mudanças, tivemos um olhar de empatia para as necessidades dos nossos clientes. Tudo o que planejamos é customizado para o perfil de quem atendemos em nossa base”, diz Fabio Abreu, CEO da Sumicity. Hoje, a operadora está presente em 38 cidades e conta 150 mil clientes. O plano, segundo o executivo, é chegar a 200 mil até dezembro, ampliando os atuais 20% de market share para 28%. “A companhia está faturando cerca de R$ 15 milhões por mês e, de janeiro a junho, crescemos 70% ao mês, em média”, diz.

Para chegar aos 500 mil assinantes, ele avalia que o novo datacenter é parte fundamental para garantir qualidade dos serviços prestados durante o crescimento e sem impactar na operação. Essa estrutura é composta por 20 racks e as soluções mais modernas disponíveis no mercado.

Segundo Abreu, esse é o primeiro data center do gênero no Brasil concebido com os novos sistemas de confinamento da Panduit e de ar condicionado de precisão da Vertiv, lançados no segundo semestre de 2018. “Um datacenter físico gera algumas preocupações, e seu crescimento deve ocorrer de forma sustentável, com o condicionamento da estrutura como um todo. E, como o Sumicity Play (produto de TV mobile) demanda toda uma estrutura confiável e de alta disponibilidade para que os nossos clientes possam assistir TV com qualidade e em qualquer lugar, precisávamos de um datacenter completo, de alta disponibilidade e com padrões internacionais”, diz ele. “O datacenter foi instalado, implantado e homologado com equipamentos e tecnologias utilizadas por grandes empresas do setor, como Microsoft, Oracle, Google, IBM, assim como também as operadoras de grande porte”, conclui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *