Quatro estados têm leilões previstos em saneamento

Redação – 17.07.2020 –

Alagoas, Amapá, Acre e Rio de Janeiro devem ser os primeiros depois do novo Marco Legal de Saneamento, oficializado nessa semana 

Os dois estados do Norte, o estado nordestino e o Rio provavelmente vão ser os primeiros a realizar concessões dentro do Novo Marco de Saneamento Básico, oficializado nessa semana em Brasília. A informação é do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Segundo ele, os leilões  são esperados para os próximos meses. “Saneamento, saúde e economia se casam. Com obras de saneamento nós propiciamos emprego, renda, qualidade de vida, desenvolvimento sustentável, respeito ao meio ambiente, tratamento adequado das águas, diminuição da mortalidade infantil e da pressão sobre a rede pública de saúde”, disse Marinho.

Outro dado importante é a sinalização clara do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de que apoiará a universalização do acesso ao saneamento básico no Brasil estruturando projetos e financiando empresas. Segundo o presidente da entidade, Gustavo Montezano, presente na cerimônia de sanção do novo marco, o banco vai manter o seu papel tradicional.

A atuação do BNDES acontecerá por meio do financiamento para a execução dos projetos, com crédito de longo prazo em reais para o setor. O banco já possui uma carteira de crédito contratada no valor de R$ 16 bilhões, sendo R$ 945 milhões liberado somente em 2019 e R$3,5 bilhões a liberar. O segundo pilar é o BNDES atuar como estruturador de projetos, na modelagem das operações. O banco já vem atuando na modelagem de projetos de desestatização de saneamento básico em todo o país.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *