Redex lança máquina de fusão com – efetivamente – seis motores na Future ISP

Redação – 10.05.2019 –

Distribuidora defende que nem todos os equipamentos com essa especificação funcionam como deveriam

Depois dos próprios cabos ópticos, as máquinas de fusão são aqueles equipamentos indispensáveis para qualquer operadora que tenha infraestrutura óptica. Não há como ativar uma rede ou reparar um trecho interrompido sem elas. Fato. O mercado tem equipamentos de vários tipos e a top de linha, sem dúvida, são as máquinas com seis motores. Elas permitem uma fusão bem mais precisa, fazendo a identificação automática da fibra e emenda atenuada. O problema? Nem todas os equipamentos de seis motores têm efetivamente seis motores. Ops.

“Nosso modelo XFS-FS 06 tem seis motores e opera com tecnologia core to core, com identificação automática de fibra e fusão em seis segundos”, detalha Ana Cláudia Leite, gerente de Marketing da Redex. Ela explica que o equipamento pode ser sim usado por provedores regionais, mas o mercado é mais amplo, incluindo as operadoras tradicionais de telecomunicações e seus prestadores de serviço. “O segmento de provedores tem comprado mais o modelo de quatro motores”, completa a especialista.

Máquina de seis motores tinha dois desligados

Segundo ela, durante a pesquisa para estudo da máquina de seis motores os técnicos da Redex chegaram a desmontar um equipamento supostamente com seis motores. “Para nossa surpresa, dois deles não estavam ligados a nada”, detalha Ana. O conselho dela é avaliar bem os fornecedores e saber mais sobre a função dos motores adicionais e se realmente o provedor precisa de um equipamento desse tipo.

Durante a Future ISP, a empresa também lança um agrupador de cabos aéreos de fibra óptica, otimizando a rede externa. O equipamento faz o processo via controle remoto, alcança alturas de até 5,20 e tem duas baterias, cada uma delas permitindo até 200 amarrações por carga. Para entender o dispositivo, imagine um grampeador gigante montado num cabo. Veja o link para o vídeo https://www.youtube.com/watch?v=6D_cHnj88-I “É inédito no mercado brasileiro”, adianta Ana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *