Refrota 2017 prevê R$ 3 bilhões para renovação da frota de ônibus

Da Redação – 19/12/2016 –
Com o lançamento do programa, governo federal anuncia uma linha de crédito para a renovação de 10% dos ônibus utilizados em transporte público urbano no país.

A meta foi anunciada pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo, ao lançar o Refrota 2017 (Programa de Renovação de Frota do Transporte Público Coletivo Urbano), na última terça-feira (13). Em evento que contou com a presença do presidente da República Michel Temer, do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e do presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, entre outras autoridades, Araújo autorizou a criação de uma linha de crédito de R$ 3 bilhões, com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), para a renovação de 10 mil ônibus em circulação nas cidades brasileiras.

O programa permite que as instituições financeiras acessem recursos do FGTS para financiar projetos enquadrados dentro do Pró-Transporte (Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana), destinado às concessionárias ou permissionárias de serviço de transporte coletivo urbano. Segundo o Ministério das Cidades, cerca de 1.800 empresas atuam nesse segmento em todo o país, somando uma frota de aproximadamente 107 mil ônibus, que respondem pela mobilidade de mais de 30 milhões de brasileiros por dia. “Além de gerar empregos nas montadoras, o programa vai incrementar os serviços e promover um aumento na qualidade de vida das pessoas que utilizam esse sistema”, disse o ministro.

Pelas avaliações do governo, as empresas do setor geram em torno de 537 mil empregos diretos e muitas delas necessitam de investimentos nas respectivas frotas, para a melhoria no serviço oferecido e redução nos custos de operação. Alguns detalhes do programa, como as garantias, os prazos de carência e de pagamento do crédito, ainda serão definidos pelo governo, mas já se estabeleceu que a contrapartida do tomador permanecerá em 5% do valor do investimento.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *