Reservatórios flexíveis garantem fornecimento de água na alta temporada de ilha paranaense

Redação – 13.02.2020 –

O balneário Ilha do Mel, no Paraná, recebeu investimento de R$ 460 mil que garantiu o abastecimento de água potável para os moradores e cerca de 10 mil turistas neste verão. A concessionária Paranaguá Saneamento (parte do Grupo Iguá) adotou reservatórios flexíveis para suprir a demanda. São de estruturas móveis, que podem ser deslocadas para outras cidades, conforme a demanda da concessionária, e são constituídas por polímeros resistentes mecânica e quimicamente, capaz de garantir tanto o tratamento da água quanto a segurança do entorno.

“Por se tratar de um sistema móvel, que pode ser desmontado e retirado do local, sem a necessidade de grandes estruturas fixas e sem impacto ambiental à região, essa foi a solução eleita pela equipe de engenharia da companhia para equacionar os problemas de abastecimento em tempos de superpovoamento da Ilha do Mel”, explica João Roberto Rocha Moraes, diretor operacional da Paranaguá Saneamento.

Ele conta que a tecnologia foi encontrada em visita à feira francesa Pollutec, em 2018. A concessionária adquiriu dois reservatórios flexíveis, com capacidade para 150 mil litros cada. Em três dias eles estavam aptos para a operação na Ilha do Mel, aumentando a capacidade de reserva em 84%.
A montagem dos reservatórios foi feita pelos próprios funcionários da Paranaguá Saneamento. “Para coloca-los em operação, foi necessário um dia de montagem e outro para desinfecção e enchimento. No terceiro dia pudemos jogar água no sistema”, explica Lucas Arrosti, gerente operacional da Paranaguá Saneamento.

Os reservatórios são colocados sobre uma manta de borracha, protegendo-os de possíveis desgastes ou perfurações em contato com o solo. Além da manta, também é utilizado um booster (ligado a um gerador) para levar a água dos reservatórios à rede de distribuição. A operação é feita por apenas um funcionário.

Na Ilha do Mel, eles foram instalados próximos à praia, em uma área de 500 m². Isso possibilitou o abastecimento por barcaças, aumentando a disponibilidade de água para o balneário sem exaurir os sistemas de captação do local. “Ano Novo e carnaval sempre foram problemáticos com o aumento populacional da Ilha do Mel. Até o verão passado, trabalhávamos com rodízio quando tínhamos picos de consumo. Na temporada atual, por conta das ações que implementamos, especialmente com a adoção dos reservatórios flexíveis, não foi mais necessário fazer manobras na rede de abastecimento”, conclui Lucas Arrosti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *