Saneamento: Aegea mostra números positivos no segundo trimestre

Da Redação – 17.08.2018 –

Concessionária aumenta receita e lucro ao mesmo tempo em que reduz as perdas de água

Autodenominada maior empresa privada de saneamento no Brasil, a Aegea fechou o segundo trimestre com uma receita quase 40% maior do que o mesmo período de 2017. Foram R$ 393,6 milhões. A lucratividade também espelhou o resultado, com um incremento de 27% nos valores líquidos, somando R% 52,3 milhões. No acumulado dos seis meses do ano, tanto a receita como o lucro líquido tiveram um crescimento de praticamente 30%.

Na avaliação da empresa, os números positivos vieram com a assunção da operação de Teresina, capital do Piauí, no ano passado, e com a compra recente da Companhia de Saneamento do Norte, responsável pela concessão de tratamento de água e esgotamento sanitário na cidade de Manaus. Com a conclusão desta operação a Aegea passou a atuar em 49 municípios, em 11 estados brasileiros, controlando um terço das operações privadas de saneamento do país.

Indice de perdas de água está abaixo da média nacional 

Operacionalmente, a companhia também mostrou índices positivos. Vamos a eles: uma redução do consumo médio de energia de 0,658 kWh/m³, no segundo trimestre de 2017, para 0,621 kWh/m³ neste ano. A diminuição foi de cerca de 5,62%. Parece pouco, mas deve-se lembrar que o custo energético é o segundo maior dentro da planilha das concessionárias de saneamento  básico.

Já o índice de perdas – outro indicador de melhorias – mostrou que a companhia consolidou suas operações. Excluindo regiões onde a Aegea assumiu recentemente as operações, como Manaus e Teresina, as perdas apresentaram uma redução de 1,4%, atingindo a média de 34%, inferior à média nacional.

Os investimentos acumulados nos últimos 12 meses somaram R$ 650,3 milhões de reais, montante 60,8% maior ao mesmo período de 2017, decorrente principalmente do pagamento da outorga de concessão Águas de Teresina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *