Suzano ativa ETE na Bahia com tecnologia da Veolia

Da Redação – 29.11.2017 –

Estação de tratamento adota o processo de Minimum Bio-Sludge Production desenvolvida na Finlândia

A Suzano Papel e Celulose, autodenominada uma das maiores produtoras globais de celulose de eucalipto, ativou sua nova estação de tratamento de efluentes (ETE) instalada na unidade industrial de Mucuri, na Bahia. A nova ETE, construída com tecnologia da Veolia Water Technologies, líder mundial na prestação de serviços relacionados ao tratamento de água e efluentes, tem capacidade para tratar 2.900 m³/h.

A nova estação adota o processo Minimum Bio-Sludge Production (MPB), desenvolvida pela Veolia por meio de seu Centro de Tecnologia para Papel & Celulose (Aquaflow), baseado na Finlândia. Segundo a empresa, trata-se de “uma tecnologia com alta eficiência na redução de carga orgânica, menor volume de lodo, alta confiabilidade, área de implantação de baixo custo de construção”.

“Destaco a eficiência da entrega de alta performance na remoção de carga orgânica, que foi obtida através da tecnologia aplicada e comprovada; o curto prazo de execução das obras e o reduzido custo das obras civis para viabilizar o investimento”, comenta Rubens Perez, diretor de desenvolvimento de negócios de Papel & Celulose da Veolia Water Technologies.

A unidade de Mucuri possui capacidade anual de produção de 1,74 milhão de toneladas de celulose de eucalipto e 240 mil toneladas de papel, e agora conta com uma nova estação de tratamento de efluentes, que será utilizada em paralelo com a estação atual. Após 13 meses de obras, o start up da planta foi realizado em julho com a fase de inoculação, período de preparação do sistema para a plena operação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *