TIM amplia geração de energia solar em SP

Redação com TIM – 28.12.2020 – 

Cooperação com concessionária EDP garante fornecimento de energia renovável a 237 sites da TIM no estado, a partir do Vale do Paraíba

A TIM anuncia, em parceria com a EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico, duas novas usinas solares para o estado de São Paulo. Localizados em Taubaté (SP), os empreendimentos devem gerar 3,7 Gwh/ano à operadora, o suficiente para abastecer cerca de 2.580 residências e garantir o fornecimento de energia renovável a 237 lojas da operadora. O projeto ainda beneficia o meio-ambiente, já que evitará a emissão de 465 toneladas de dióxido de carbono por ano, o equivalente ao plantio de 2.853 árvores.

A iniciativa faz parte do Plano Nacional de Geração Distribuída da TIM Brasil, iniciado em 2017 e que hoje conta com 24 usinas de energia solar, hídrica e biogás em operação, em 21 estados. Até 2012 serão, ao todo, 60 usinas com geração mensal de 38 GWh de energia, o suficiente para abastecer uma cidade com 150 mil habitantes. Somente neste ano, a TIM ativou 10 usinas solares no Brasil. Para Bruno Gentil, Chief Business Support Officer da TIM Brasil, esta é uma importante iniciativa da empresa, alinhada à sólida atuação em ESG (Environmental, Social & Governance) da operadora: “Fontes de energia renováveis são essenciais no projeto de geração de energia da TIM. A parceria com a EDP vem de encontro à crescente demanda por formas alternativas. Acreditamos que este é um trabalho a longo prazo, e estamos felizes em ter a EDP como parceiro que também pensa no futuro”.

Com a entrega das usinas fotovoltaicas para a TIM, a EDP chega a 58,9 MWp em projetos de energia solar – 30,8 MWp em desenvolvimento e 28,1 MWp já instalados para clientes como Banco do Brasil, Multiplan e Grupo Globo. “Mesmo com o cenário de pandemia, a EDP segue concluindo seus projetos, mantendo o compromisso com a excelência pela qual é reconhecida no mercado. O novo complexo entregue para a TIM, um dos maiores players do mercado de telecomunicações brasileiro, reforça a credibilidade conquistada pela EDP no segmento de energia solar”, afirma Carlos Andrade, vice-presidente de Estratégia e Novos Negócios da EDP no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *