Tubos de PEAD reduzem custo de drenagem em 20% em MG

Da redação – 30.01.2017 –

Tubulação corrugada da Tigre-ADS foi adotada em Sete Lagoas, no antigo grotão Canaan, área de lazer da cidade mineira

Considerado uma obra de infraestrutura importante, o projeto de drenagem e reabilitação ambiental do antigo grotão de Canaan teve uma economia de 20% no seu custo original com a adoção da tubulação corrugada de polietileno de alta densidade (PEAD). Outro ganho do empreendimento, finalizado no ano passado, foi a redução do cronograma em três meses, segundo a Tigre-ADS, joint venture entre a brasileira Tigre e a norte-americana ADS.

A revitalização significou a mudança do local, antes insalubre e degradado pela ação antrópica e pelo acúmulo de lixo e esgoto, em um novo espaço de convivência e lazer da cidade. O parque linear socioambiental, como é definido, ganhou uma pista exclusiva para pedestres e ciclistas, sinalização de trânsito, iluminação pública, paisagismo e equipamentos para ginástica.

As obras, iniciadas em abril de 2015, contemplaram a reabilitação ambiental e sanitária do terreno com a implantação de uma rede coletora de esgoto e de uma rede de drenagem para escoamento da água das chuva, ligando a avenida Perimetral à rua Santa Bárbara. O projeto de engenharia é assinado pela Conepp Consultoria Ltda.

Em termos de dutos, o projeto envolveu utilizados 1.560 metros de tubos corrugados de PEAD 1.500mm e 375mm para a rede de drenagem pluvial. O uso desse tipo de material, segundo a engenheira Fabiola Batista Pires, diretora-técnica da Conepp, trouxed vantagens técnicas e econômicas em relação ao sistema tradicional de tubos de concreto ou galeria celular. “Com o PEAD conseguimos reduzir o tempo da obra de oito para cinco meses. Do ponto de vista econômico, o tubo PEAD teve um custo 20% mais baixo que o concreto”, pontuou Fabiola.

Outra vantagem, apontada pela engenheira e equipe, é a maior eficiência hidráulica garantida pela tubulação PEAD. “Para conseguir a mesma vazão oferecida pela tubulação de 1.500mm de PEAD, teríamos que utilizar tubos de concreto de 2.000mm. Isso nos levaria a duplicar a movimentação de terra, gerando mais gastos e tempo de obra”, reforça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *