Uso de internet das coisas para infraestrutura social aumenta com Covid-19

Redação – 03.04.2020 –

Avaliação é a consultoria especializada Forrester, que indica crescimento da tecnologia na região da Ásia Pacífico

A área de infraestrutura social, que inclui os sistemas de saúde e de educação, já está sendo impactada e vai ser ainda mais influenciada pelas novas tecnologias. É o caso do uso da Internet das Coisas (IoT). Segundo o site Future IoT, as tecnologias de saúde estão no pico de prioridade entre os provedores de serviços de internet das coisas com a eclosão da pandemia de Covid-19. Somente na região da Ásia Pacífico, 7% do trabalho dos principais players de IoT está tomado por iniciativas ligadas ao chamado Smart Healthcare.

“A crise desencadeou muitas ideias e soluções, mas simplesmente não houve tempo para olhar para uma abordagem mais estratégica, tanto para as tecnologias quanto para os processos. Esse será o foco de governos, prestadores de serviços de saúde e outros assim que a crise aguda acabar”, avalia Achim Granzen, analista principal da Forrester ao site Future IoT.

Segundo ele, um dos exemplos mais marcantes de uso do IoT são as instalações de testes drive-by na Coréia do Sul. Outra iniciativa veio de Cingapura, com o rastreamento de infecções e identificação de clusters. Já em Hong Kong a utilização de recursos de IoT inclui o monitoramento com uso de dispositivos como pulseiras em passageiros considerados de alto risco, combinados com aplicativos de rastreamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *