Anfir aponta os quatro segmentos que podem salvar 2017

Da Redação – 10.04.2017 –

Entidade encomendou pesquisa para dar indicativos de mudança aos fabricantes de implementos rodoviários.

Quatro segmentos estão na mira da Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir). São eles que podem começar um caminho de retomada – a tão esperada – da economia brasileira. A associação baseia-se no levantamento encomendado à consultoria Parallaxis. “Em um momento como o que a indústria atravessa é necessário ter algum norte”, explica Mario Rinaldi, diretor Executivo da Anfir. E quem deve liderar o processo?

De acordo com o estudo, os mercados de papel e celulose e o de mineração seriam dois deles. O primeiro pela demanda externa aquecida e o segundo influenciado pela recuperação no preço do minério de ferro. Já o segmento de óleo e gás é o terceiro impulsionador, principalmente pelo aumento na extração e com a melhora no desempenho do pré-sal. A agroindústria, que nunca deixa o Brasil na mão, fecha o quadrante mágico, com a previsão de uma safra recorde. Para Rinaldi, esses fatores influenciam diretamente no desempenho dos negócios da indústria fabricante de implementos rodoviários.

Em números exatos, a radiografia do setor de implementos rodoviários ainda mostra um quadro de retração – praticamente 27% no volume de emplacamentos no primeiro trimestre do ano em relação ao mesmo período de 2016. No entanto, a entidade entende que o percentual inferior ao registrado no bimestre – recuo de 30,42% sobre janeiro e fevereiro do ano passado – representa uma boa notícia. “São os primeiros sinais de recuperação. Ainda é cedo para afirmar que esse ritmo vai se sustentar mas eles estão aí”, diz Alcides Braga, presidente da entidade, que acredita em desempenho positivo do setor de 10% já em 2017.

Na avaliação da Anfir, o primeiro segmento a dar sinais de recuperação é o Pesado (reboques e semirreboques) porque está ligado aos setores da economia conectados aos grandes negócios nacionais como o agribusiness.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *