Appa investe em infraestrutura social no litoral do Paraná

Da redação – 11.08.2016 –

Instalação de contentores de lixo em seis comunidades ilhadas faz parte do Plano de Gerenciamento de resíduos sólidos da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), criado em 2013.

Seis comunidades ilhadas da Baía de Paranaguá acabam de ganhar uma infraestrutura própria para armazenamento dos resíduos produzidos. A iniciativa faz parte do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa). A entidade instalou 14 contentores de lixo na semana passada, estrutura suficiente para atender o volume de 10 toneladas de lixo mensais produzidas pelas cerca de 410 famílias beneficiadas com o projeto.

Além de maior capacidade de volume de armazenamento, a iniciativa também prioriza a destinação correta dos resíduos, segundo a Appa. As ações de educação ambiental, por exemplo, envolvem a orientação sobre a importância da correta separação dos materiais orgânicos dos recicláveis, assim como da compostagem dos resíduos orgânicos.

No caso dos resíduos que não podem ser reutilizados, o chamado lixo de rejeito, a orientação é que eles sejam depositados nas caixas móveis de fibra (contentores) para que a Prefeitura de Paranaguá faça a coleta do material. A Appa também quer eliminar a prática da queima do lixo, comum na região.

Desde 2013, os portos do Paraná contam com um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, que inclui a varrição diária das vias de acesso, ruas, avenidas no entorno da área portuária, cais do Porto e terminais e distribuição de caçambas para a separação correta destes resíduos. Em média, são varridos 361 toneladas de resíduos orgânicos por mês.

Ao todo, foram instaladas outras 100 caçambas, que são monitoradas por setor, desde o cais, avenida portuária, pátio de triagem até os prédios administrativos. Além disso, o porto conta com 60 pontos de coleta seletiva para materiais recicláveis espalhados por toda a área portuária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *