Betta Hidroturbinas aposta em microcentral hidrelétrica com controlador programável

Redação – 04.12.2019 –

O foco da Betta Hidroturbinas é a geração de energia e bombeamento de água via microcentrais hidrelétricas (MCHs) para meios rurais. Agora, a concessionária dá outro passo ao adotar um controlador lógico programável (CLP) para aumentar a eficiência de sua operação. A tecnologia foi instalada em sua microcentral em Ilha Bela, litoral norte de São Paulo, usando o know how da Danfoss.

Eduardo Bettarello, diretor comercial da Betta Hidroturbinas, explica que as micro centrais têm como principal característica a operação “fio d’água”, isto é, não utiliza reservatório para armazenamento. Com isto, é necessário contar com um controle de velocidade adequado da turbina hidráulica a cada situação. “Quedas mais altas demandam uma ação mais rápida e precisa do controlador, enquanto nas quedas mais baixas devemos ter respostas mais lentas”, detalha.

Em função das mudanças, a concessionaria precisava de um controlador para atender essa flexibilidade . “Como benefício obtivemos a possibilidade de operar nossas turbinas com muito mais precisão e confiabilidade”, diz o executivo. Ele destaca que o controlador tem várias entradas digitais e analógicas, tornando possível o controle de parâmetros não controláveis por outros dispositivos similares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *