Cesp explica como aumentou seu lucro líquido em 115% no primeiro trimestre

Redação – 29.04.2021 –

A concessionária paulista Cesp acaba de divulgar seus números do primeiro trimestre do ano e o resultado é positivo: R$ 116 milhões de lucro líquido, o que representa um crescimento de 115% em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com a empresa, a principal explicação do bom desempenho são operações de trading da Cesp Comercializadora. A companhia também gerou R$ 172 milhões de fluxo de caixa operacional após o serviço da dívida, com índice de conversão de caixa de 61% no 1T21.

Por outro lado, os ajustes do EBITDA totalizaram R$ 282 milhões no 1T21, com redução de 16% em relação ao mesmo período de 2020, devido ao maior gasto com compra de energia frente ao cenário hidrológico adverso, o que pesa. Positivamente, ocorreu uma redução de R$ 229 milhões nas contingências passivas prováveis, considerando acordos fechados até abril, em relação a dezembro de 2020. A principal causa foram os acordos judiciais e da revisão de estimativas conforme evolução processual dos casos.

Segundo a Cesp, os resultados do primeiro trimestre refletem o comprometimento da gestão em oferecer as melhores soluções em energia sustentável e os investimentos em transformação digital para modernizar e simplificar a arquitetura tecnológica e a automação. Lembrando que a empresa foi privatizada no final de 2018 e hoje é controlada por uma joint venture formada pela Votorantim Energia e pelo Canada Pension Plan Investments (CPP Investments).

Com a nova estrutura comercial, a companhia segue avançando em contratos venda de energia no longo prazo, principalmente no quadriênio 2023-2026, ao mesmo tempo em que diversifica a carteira de clientes com novos modelos de contratação e soluções verdes, como os certificados de energia renovável (I-REC).

No lado operacional, o índice de disponibilidade médio das usinas no primeiro trimestre de 2021 atingiu 95,8%, em uma trajetória de crescimento consistente e substancialmente acima dos níveis de referência estabelecidos pela Aneel. A empresa detém a concessão de duas usinas de geração hidrelétrica, instaladas nas bacias hidrográficas do Rio Paraná e do Rio Paraíba do Sul, no estado de São Paulo. Juntas, as unidades Engenheiro Sergio Motta (Porto Primavera) e Paraibuna somam 1.627 MW de capacidade instalada. Em 2020, as usinas geraram 1.032 MWm de energia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *