Empresa canadense visa mercado sul-americano de tratamento de efluentes

Da Redação – 20.05.2016 –

A canadense ADI Systems anuncia que está reforçando atuação no Brasil, Argentina e Chile. A empresa, que conta com sete plantas em operação e construção na América Latina, tem como foco a atuação no mercado de tratamento de efluentes, para o qual o reator ADI-BVF –que possibilita menor índice de consumo químico, baixa utilização de energia e mão de obra, além de pouca geração de lodo – é o carro-chefe.

“Chegamos ao Brasil há três anos e já somamos importantes cases de sucesso. Atualmente, temos uma obra em andamento no Uruguai e nossa intenção, ainda para esse ano, é alcançar os mercados da Argentina e do Chile”, diz José Luiz Papa, presidente da empresa na América do Sul.

A subsidiária da ADI Systems no Brasil fica em Piracicaba, no interior de São Paulo, e, segundo Luiz Papa, possui o mesmo padrão de trabalho da matriz canadense para manter as indústrias de médio e grande porte, principalmente do mercado de alimentos e bebidas, como as grandes apostas da empresa. “Oferecemos soluções em processos anaeróbico e aeróbico de águas residuais, o trato do biogás e a utilização de energia renovável recuperada. O tratamento dos chamados efluentes – resíduos líquidos gerados a partir de processos industriais – é uma forma de proteção ao meio ambiente e, portanto, uma exigência da legislação ambiental”, diz ele.

Para a ADI Systems, seu diferencial é a personalização de projetos e a empresa participa da concepção à construção do sistema de tratamento de efluentes, indo desde de a criação do design, aquisição e fabricação, construção e gerenciamento da instalação, exame de caracterização do resíduo tratável e estudos pilotos, integração de sistemas novos nas operações atuais da instalação, comissionamento e treinamento do sistema e suporte técnico. “Estamos presente em cada etapa do processo, munindo nosso cliente com o que há de melhor e mais moderno no mercado”, explica Papa.

Atualmente, muitas empresas já contam com a solução de tratamento de efluentes. Até 2020, a expectativa da ADI Systems é que mais indústrias incorporem a tecnologia.

Novos negócios
De acordo com o presidente da ADI Systems, José Luiz Papa, o mercado de tratamento de efluentes industriais é cada vez mais crescente em virtude do aumento da necessidade e preocupação com o meio ambiente. Além disso, a ampliação das unidades fabris e a crise hídrica, que traz o debate sobre reciclo e reuso da água, são fatores que levam as empresas a cada vez mais procurarem pelas ETE´s.

Para aumentar a participação no mercado latino, a empresa constantemente participa de feiras e eventos voltados para o segmento de atuação. “São nesses eventos que temos a oportunidade de conhecer o cliente, entender sua necessidade e avaliar a melhor tecnologia que possa atendê-lo no que se refere a investimento, área, qualidade e tipo de tratamento”, conclui Papa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *