Energias limpas receberam 45% mais investimentos que combustíveis fósseis em 2015, aponta relatório

Da Redação – 02.03.2016 –

Setor bateu recorde de aportes no ano passado e a energia solar foi a que mais recebeu incrementos, seguida da eólica e das grandes hidrelétricas, que quase empataram com a energia oriunda de biomassa ou outros detritos.

Fornitura-di-energia-da-fonti-rinnovabili-300x199De acordo com o relatório “A Year for the Record Books”, publicado na série Tracking the Energy Revolution, produzido pela Clean Energy Canada, os investimentos em energias renováveis atingiram um recorde histórico em 2015, surpreendendo quem esperava que o setor fosse afetado negativamente pela queda no preço do petróleo e de outros combustíveis fósseis. O investimento foi de US$ 367 bilhões no ano passado, o que é 45% maior que os US$ 253 bilhões investidos em combustíveis fósseis nesse mesmo período.

Outro dado peculiar do estudo é que, em 2015, os países em desenvolvimento receberam mais investimentos em energia limpa do que os países em desenvolvimento (US$ 167 bilhões contra US$ 162 bilhões).

No ranking dos cinco principais destinos dos investimentos em energia limpa, a China, que ficou em primeiro lugar com US$ 110,5 bilhões, supera a soma dos investimentos destinados aos Estados Unidos (US$ 56 bilhões) e ao Japão (US$ 46 bilhões), que ficaram em segundo e terceiro lugar. Completam o ranking o Reino Unido (US$ 23,4 bilhões) e a Índia (US$ 10,9 bilhões).
Percentualmente, o maior crescimento em relação a 2014 ficou com a Índia e o Reino Unido, com 23% cada. A China elevou seus investimentos em 17% em relação ao ano anterior e os Estados Unidos, 7%. O Japão manteve-se quase estável, com crescimento de 3%.

Com investimentos de US$ 160 bilhões, a energia solar ficou à frente da eólica, que recebeu recursos da ordem de US$ 110 bilhões. As grandes hidrelétricas, por sua vez, quase empataram com a energia oriunda de biomassa e detritos (US$ 42 bilhões e US$ 41 bilhões, respectivamente).

Outro dado positivo é que, entre 2009 e 2015, o custo da energia eólica nos Estados Unidos caiu 61%, enquanto o custo da energia solar caiu 82%. “Mais de um terço de um trilhão de dólares foi investido em energias renováveis em 2015. Trata-se de um investimento de peso que estabelece um novo recorde para as energias limpas, mesmo diante da forte concorrência dos preços baratos dos combustíveis fósseis”, diz Merran Smith, diretora executiva da Clean Energy Canada. “Elas estão decolando porque oferecem um valor imbatível, pois são locais e, com isso, garantem segurança energética”, completa.

Para ela, o custo da produção de energias limpas continua caindo e seu combustível – sol, vento e água – é gratuito. “Não é de admirar que as energias limpas estejam ganhando força em todo o mundo. Trata-se de um contraste gritante com os mercados de combustíveis fósseis, que agora vivem às voltas com altos e baixos”, completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *