Fibra óptica supera redes de cobre nos acessos de banda larga

Redação – 24.04.2020

Para Fibracem, mudança que aconteceu em janeiro desse ano marca avanço da nova infraestrutura  e chama a atenção para os provedores regionais 

“Em janeiro desse ano a quantidade de acessos por fibra ultrapassou a quantidade de acessos via par metálico. Para as demais tecnologias praticamente não teve alterações, mas desde o início de 2017 o crescimento da fibra é vertiginoso e não para”. A opinião de Marco Paulo Giannetti, coordenador técnico da Fibracem, resume como a infraestrutura óptica agora é dominante no Brasil, superando a rede tradicional de cobre.

O avanço é confirmado por outros números segundo o especialista. Dos 5.570 municípios existentes no Brasil, 99% (5.502) já possuem acesso via fibra óptica. Os dados da Anatel indicam ainda que o país possui 32,6 milhões de acessos à banda larga, dos quais 10,7 milhões deles são por fibra. “Estamos assistindo uma realidade da qual se ouve falar há tanto tempo: a substituição dos fios de cobre por fibra óptica”, argumenta Giannetti.

Em apenas três anos a infraestrutura óptica cresceu perto de 4,8 vezes, disputando espaço com os outros tipos de acesso à internet de banda larga fixa: por cabo coaxial, por cabos metálicos, por sinal de rádio e por satélite.

O especialista destaca ainda a participação dos pequenos provedores, que respondem por mais da metade do mercado, em “um movimento de formiguinha que forçou as operadoras a saírem da zona de conforto e ampliarem suas redes ópticas”. Para ele, é fundamental entender o movimento dos provedores regionais. “A empresa acompanha esse movimento e as tendências para atender o que virá no segmento de comunicação óptica, e mantém equipe de desenvolvimento de produtos para novas necessidades do mercado”, destaca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *