Ceará cria rotina para desinfecção de metrô e VLT

Redação – 19.02.2021 –

Desinfecção é diária nos trens do metrô e do transporte leve sobre trilhos na capital e em cidades do interior 

A Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos criou uma rotina para reduzir a transmissão do coronavírus no transporte público de metrô e VLT em Fortaleza e adjacências. Diariamente, o Metrô e os VLTs da capital e do interior passam por desinfecção, antes de cada viagem, sempre nas estações de ponta de cada linha.

Somente na Linha Sul, são 252 desinfecções, todos os dias. Nas três linhas que atendem Fortaleza e Região Metropolitana, são 428 ações de desinfecção, diariamente. Considerando todas as linhas operadas pela Companhia, incluindo os VLTs de Sobral e do Cariri, esse número sobe para 539 ações diárias nos vagões. O trabalho é realizado do início da manhã até o fim da noite, compreendendo todo o horário operacional.

Após o encerramento das viagens com passageiros, é feita uma pulverização nas regiões internas de toda a frota de trens do Metrô e nos VLTs, todos os dias. Essas medidas refletem a preocupação da Companhia, desde o início da pandemia, em oferecer o máximo de segurança sanitária em suas viagens.

“Entendemos que o transporte é fundamental para a vida das pessoas, e por isso buscamos oferecer esse serviço com a máxima segurança para os passageiros. Para nós, é a saúde em primeiro lugar”, explica o Diretor de Operação e Manutenção do Metrofor, Plínio Saboya.

Os cuidados incluem também passageiros: a empresa instalou dispensadores de álcool em gel 70% no Metrô e nos VLTs, dentro dos trens e das estações, e orienta que todos façam a higienização das mãos, antes e após as viagens. Já o uso da máscara é obrigatório, por lei, em todo o Ceará, sendo vedado o embarque do passageiro que se recuse a utilizá-la.

Outra ações complementam o combate à pandemia e incluem a sinalização das cadeiras nos trens e estações, de forma a evitar aglomeração nos assentos. Já dentro do Metrô e dos VLTs, a desinfecção envolve os pegadores de mãos, as barras de ferro tocadas pelos passageiros, assim como as cadeiras. Na pulverização é utilizado o quaternário de amônia, substância comprovadamente eficaz para prevenir a presença do coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *