Guia orientar como comprar e vender energia renovável

Redação – 15.05.2019 –

Publicação, já disponível para download, mostra vantagens e oportunidades de financiamento de contratos corporativos de compra de energia limpa (PPAs)

O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) lançou nesta terça-feira (14/5) um guia que traz as tendências, oportunidades e riscos dos contratos corporativos de compra e venda de energia limpa (PPAs, sigla em inglês de Power Purchase Agreements). Os PPAs são vistos em todo o mundo como uma das principais formas de financiamento de fontes renováveis nas próximas décadas, segundo o guia. Já disponível para download no site do CEBDS (www.cebds.org), o documento é destinado tanto a desenvolvedores de projetos de energia renovável, quanto para potenciais compradores (comércio e indústria).

“Comprar energia limpa é a melhor solução para a empresa reduzir custos de energia, diminuir pegada de carbono, aumentar eficiência energética e ajudar no alcance de suas metas de sustentabilidade”, disse Marina Grossi, presidente do CEBDS, durante o lançamento, que ocorreu no primeiro de um ciclo de debates sobre a Transição Energética, realizado pelo CEBDS em parceria com a Agência EPBR, nesta terça (14/5), no Rio.

O modelo de financiamento por PPA apresenta vantagens tanto para os compradores corporativos que visam aumentar o uso de energia renovável em sua matriz, como para os desenvolvedores e financiadores de projetos de energia. Uma dessas vantagens apontadas no próprio guia, é o termo geral de duração de um contrato de PPA, que varia entre 8 e 20 anos, prazo mais longo que os contratos negociados no mercado livre, em geral de 1 a 5 anos. Isso possibilita o atendimento de critérios para o financiamento de novos empreendimentos e permite maior segurança para desenvolvedores e financiadores do projeto, bem como previsibilidade de custos com energia no longo prazo, protegendo a companhia da volatilidade do preço do mercado.

Também no guia, desenvolvido pelo CEBDS em parceria com sua matriz internacional, o World Business Council for Sustainable Development (WBCSD), é apontada a tendência de crescimento em ritmo acelerado em todo o mundo, dessa forma de contrato, impulsionada pelo custo decrescente das tecnologias de geração de energia renovável.  No Brasil, os desenvolvedores têm buscado novas formas de realizar projetos de energia renovável, e a compra corporativa de energia renováveis apresenta-se como oportunidade com grande potencial para crescimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *