Honeywell lança sistema de gerenciamento de prédios inteligentes

Da redação – 24.08.2016 –

Nova versão amplia controles, aumentando em 200% os pontos de captação de dados. Gestores também passam a receber notificações de problemas em seus dispositivos móveis como smartphones e tablets.

A massa cinzenta de alguns prédios só tende a aumentar e a multinacional americana Honeywell mira o segmento com o lançamento da nova versão de sua plataforma EBI, sigla para Enterprise Buildings Integrator (EBI). Como o nome já diz, o nicho de prédios comerciais com alta tecnologia é o alvo do produto. O EBI R500 agrega algumas funcionalidades inovadoras, segundo a empresa.

isr1605_sec_new_honeywell_EBI-R500-launch-screenA primeira delas é jogar pra as nuvens as informações coletadas de vários sistemas instalados nos prédios. Com isso, as imagens do circuito fechado de TV, os parâmetros do sistema anti-incêndio e outros podem ser acessados de qualquer dispositivo móvel pelos administradores. A solução também pode criar parâmetros de alertas que notificam os gestores a respeito de alguma anormalidade nos equipamentos prediais antes que as falhas ou interrupções do sistema afetem a operação. Outro recurso é o cruzamento dos dados dos prédios com os serviços da Honeywell, indicando ações que podem, por exemplo, reduzir os custos de energia.

A conectividade do EBI também foi ampliada 200% na nova versão. De acordo com a fabricante, isso significa que mais pontos dos vários sistemas instalados podem ser conectados à gestão. A automatização dessa coleta também diminuiria os custos com tecnologia da informação. A análise de parâmetros como temperatura dos ambientes, umidade, qualidade do ar e outros igualmente se amplia. Por ter se tornado compatível com a versão mais recente do Microsoft Windows, a plataforma torna-se mais flexível.

“Os edifícios não têm de ser ativos desvalorizados. Com o sistema de gerenciamento predial correto, as organizações podem transformar seus prédios em ‘colaboradores inteligentes’ para os objetivos do negócio”, explica John Rajchert, presidente da Honeywell Building Solutions. O executivo lembra que a captura dos dados acontece em tempo real e ajuda a otimizar os custos operacionais nos edifícios inteligentes.

Pronto para atuar como mais um componente da internet das coisas, a base instalada do EBI – antigas versões – supera 25 mil sistemas em 160 países ao longo da última década.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *