Laminação direta na Gerdau reduz consumo de gás natural

Da redação – 25.10.2016 –

Tecnologia foi adotada pela unidade da empresa em Maracanaú, no Ceará. Modificação também geraria menos resíduos de acordo com grupo.

A iniciativa da usina da Gerdau, localizada na região metropolitana de Fortaleza, seria pioneira na América Latina ao adotar a laminação direta com menos uso de gás natural como fonte de energia. No processo, a matéria-prima, ainda em alta temperatura, passa da etapa de solidificação do metal fundido para o acabamento final, sem uso de forno de reaquecimento. O resultado seria maior produção com menos impacto ambiental.

A ideia da Gerdau é replicar a metodologia em outras unidades do grupo, uma vez que os ganhos em Maracanaú estão estimados em mais de R$ 1,5 milhão por ano. Com capacidade instalada de 200 mil toneladas de aço bruto e 160 mil toneladas de laminado por ano, a unidade cearense foi a primeira produtora de aço inaugurada no estado. Sua produção é destinada à construção civil e à indústria.

Já a Gerdau se autodenomina líder no segmento de aços longos nas Américas e uma das principais fornecedoras de aços especiais do mundo. No Brasil, ela produz aços planos e minério de ferro. O grupo também se classifica como maior recicladora da América Latina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *