Metso adota medidas rígidas de segurança e mantém operação ativa

Da Canaris – 09.04.2020 – 

Empresa continua operacional para atender indústrias críticas de mineração, agregados, fertilizantes e óleo e gás

Focada numa área industrial importante – fornecimento de soluções para as indústrias de mineração, agregados e fertilizantes, óleo e gás – a Metso adotou um protocolo rígido de segurança para manter-se operacional durante a pandemia do Covid-19. Por isso, a companhia continua ativa, atendendo esses setores e ajudando o Brasil a superar a crise causada pelo Covid-19. Práticas rígidas de sanitização – em padrão hospitalar – estão sendo praticadas nas unidades operacionais, além do monitoramento ativo dos colaboradores. Para alinhar todas as medidas, um Comitê de Gestão de Riscos opera com reuniões diárias. “De todas as iniciativas, nossa prioridade é a saúde dos colaboradores”, reforça Marcelo Motti, vice-presidente da Metso.

A companhia segue as orientações internacionais para combate à pandemia e colocou os colaboradores do chamado grupo de risco – maiores de 60 anos, gestantes e pessoas com histórico de problemas de saúde que podem ser mais afetadas pelo coronavírus – em regime de home office. Essa ação foi imediata. Os colaboradores da fábrica – que continua operacional – que fazem parte desse grupo foram também colocados em disponibilidade e orientados a permanecer em quarentena. Já a área administrativa foi realocada – 90% dos colaboradores – para o regime de home office. Com essa ação, a Metso reduziu significativamente o número de pessoas em suas instalações. Na fábrica, os protocolos de segurança, também foram reforçados e todos os colaboradores estão sendo monitorados pela medicina ocupacional.

Sanitização preventiva foi acionada nas instalações da empresa

As iniciativas de combate à disseminação do Covid-19 vão além do regime home. Com a circulação menor de pessoas na planta de Sorocaba (90% do pessoal administrativo está trabalhando em casa), a Metso implementou a ação de sanitização preventiva. O processo inclui um sistema de limpeza com produtos químicos aplicados em hospitais em todas as áreas comuns. A adoção dessa cultura tem como meta reduzir a contaminação eventual. Uma atenção especial está sendo dada aos refeitórios: a Metso fez um alinhamento ativo com seus parceiros para o monitoramento ainda mais rígido dessas áreas. Com quadro de pessoal reduzido, a empresa pode ainda ampliar a política de distanciamento entre os profissionais, mesmo em locais de grande aglomeração como o restaurante.

Em relação aos profissionais de campo, a Metso adotou vários protocolos de segurança. “Suspendemos as viagens internacionais dos colaboradores, principalmente para áreas críticas. Isso aconteceu antes da eclosão do problema no Brasil. Todos os profissionais que chegavam dessas regiões foram colocados em quarentena em suas residências e orientados a reportar qualquer sintoma relacionado ao coronavírus”, detalha Pedro Macedo, vice presidente de Recursos Humanos da Metso Brasil. Na maior parte dos casos, a companhia adota os protocolos de segurança de seus clientes para os profissionais de campo. E existe uma razão para isso: pela natureza de suas operações – plantas de mineração, agregados, fertilizantes, óleo e gás – são empresas que já trabalham com condições rígidas de segurança e têm operado com padrões também restritos para evitar paralisações.

Comitê de Gestão de Riscos tem reuniões diárias de alinhamento

“Embora tenhamos procedimentos padrão em casos de riscos, a pandemia do Covid-19 é uma situação inédita em todo o mundo. Para manter a empresa operacional e respeitar os protocolos de segurança, criamos o Comitê de Gestão de Riscos formado por diretores e gerentes”, resume Motti. Segundo ele, o Comitê tem reuniões virtuais diárias e é responsável por alinhar a efetividade das medidas de segurança e rever os procedimentos para atendimento de clientes – em sua grande maioria permanecem ativos – e de relacionamento com fornecedores. O Comitê tem a assessoria técnica da medicina ocupacional da Metso, adotando a orientação internacional da OMS e as medidas legais estipuladas pelo Ministério da Saúde e governos regionais e locais.

Ainda para manter-se operacional, a Metso reforçou seus meios de comunicação entre colaboradores, clientes e parceiros. Com boa parte de seus profissionais em home office, a empresa pode manter os canais seguros em função de já ter adotado anteriormente uma rede privada virtual. Por ser uma empresa também focada em serviços, a Metso tem uma cultura de mobilidade entre seus colaboradores e está usando isso a favor durante a pandemia. Os canais de comunicação com parceiros, principalmente fornecedores críticos, foram reforçados, inclusive com o mapeamento do status operacional de cada um deles. Em relação aos clientes, a Metso alinhou-se as indicações de operação deles, respeitados os protocolos de segurança padrão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *