Minha Casa, Minha Vida terá 40 mil novas unidades

Da redação – 05.10.2016 –

Volume faz parte da contratação da Faixa 1,5, ou seja, famílias com renda bruta de até R$ 2.350, segundo Ministério das Cidades.

As novas contratações do Minha Casa, Minha Vida projetam um volume de 40 mil unidades, cujos empreendimentos não podem ultrapassar 500 unidades cada. O foco são família com renda bruta mensal de até R$ 2.350. Os subsídios podem chegar a R$ 45 mil dependendo da localização do imóvel e os juros do FGTS estão estimados em 5% ao ano.

Segundo o Ministério das Cidades, a Faixa 1,5 tem como principal característica oferecer um subsídio maior do que o da Faixa 2. Outro aspecto da nova faixa é que não haverá seleção de famílias por prefeituras no caso do financiamento. Os candidatos devem procurar diretamente as instituições financeiras e construtoras para que sejam enquadrados nos critérios estabelecidos.

Oficialmente, o Ministério sinaliza que os investimentos na nova faixa devem somar R$ 3,8 bilhões, dos quais R$ 1,4 bilhão em subsídios (R$ 1,26 bilhão do FGTS e R$ 140 milhões do Tesouro Nacional), e R$ 2,4 bilhões em financiamentos do FGTS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *