Nexans aposta em cabos especiais para instalações de energia solar

Da Redação – 05.07.2016 – 

Fabricante europeia participa da feira Intersolar, que acontece no final de agosto em São Paulo.

Se a pesquisa mais recente da Agência Internacional de Energias Renováveis ​​(Irena) for correta, daqui a dez anos os custos da geração solar fotovoltaica poderá ser reduzida em 59% e da solar concentrada em 43%. Com esses dados em mãos, vários fabricantes estão reforçando seus produtos para o segmento, de olho na Intersolar, evento que vai reunir a comunidade do setor em São Paulo no final de agosto. É o caso da Nexans, que aposta em seus cabos solares Energyflex, lançados no ano passado no Brasil.

A multinacional usa dados locais para sua aposta, ou seja, estudos do Ministério de Minas e Energia que estimam que até 18% dos domicílios brasileiros estejam adaptados para receber energia de origem fotovoltaica até 2050. A previsão indicaria o aumento da demanda nos próximos anos por equipamentos projetados para geração solar, incluindo cabeamento específico.

Além do Energyflex, usado em instalações fixas de sistemas DC ou AC e que podem suportar exposições de até 190 C, a fabricante aposta em outro produto, o Fipex WTR 35 kV, especificado para condução da energia da substação solar até a substação de distribuição. Já o Eco Afitox, tem e pegada de sustentabilidade por ser desenvolvido à base de cana-de-açúcar. Nesse último caso, trata-se de uma solução não-halogenada (retardante à chama) e focado em construções com certificação green building ou ecológicas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *