Nova ETA da Cedae custará R$ 1,5 bilhão e está em projeto executivo

Redação – 01.03.2019 –

Obras devem ser iniciadas ainda nesse ano, com a finalização prevista para 2022

A Cedae, concessionária fluminense de saneamento urbano, tem planos de entregar sua nova estação de tratamento de água (ETA) em 2022. Com capacidade para produzir mais 12 mil litros de água por segundo (l/s), a infraestrutura vai atender a Região Metropolitana do Rio e será construída em Nova Iguaçu. A fase atual do projeto – orçado em R$ 1,5 bilhão, é a de elaboração do projeto executivo. A fase anterior – delimitação e limpeza da área, inclusive com desapropriações – já foi concluída.

Na primeira etapa, a ETA Novo Guandu, nome do empreendimento, contará com o maior reservatório da Cedae, com capacidade de armazenar 55 milhões de litros de água, que vai atender Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Belford Roxo, Mesquita, Nilópolis, São João de Meriti e Rio de Janeiro. No total, o projeto poderá gerar até 5.000 empregos diretos e indiretos.

A estação terá ainda tronco distribuidor e adutora com quase quatro quilômetros (km) de extensão e 2,5 metros de diâmetro (92% dos tubos já foram entregues), além de elevatória de água bruta com sete conjuntos motor-bomba (5 em operação mais 2 reservas) totalizando 4100 cavalos-vapor (cv) instalados, mais a elevatória de água tratada com DEZ conjuntos motor-bomba (8 em operação mais 2 reservas), totalizando 35.000 cv instalados.

O projeto é parte do Programa de Abastecimento de Água da Baixada Fluminense, o maior pacote de obras de saneamento em andamento em todo o país, orçado em R$ 3,4 bilhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *