Intelbras explica aliança com a Cambium e os planos para fortalecer negócios junto a provedores de internet

Jackeline Carvalho (InfraDigital*) – 19.03.2021 – 

Carlos Reich, gerente do segmento de Redes Empresarias da Intelbras, fala sobre os objetivos desta parceria e explica como espera que a soluções promovam diferenciais de negócio para o setor de infraestrutura de internet. Acompanhe a entrevista abaixo.

No trimestre em que promoveu a abertura de capital, a Intelbras estreia a parceria com a norte-americana Cambium, com foco nos negócios junto aos provedores regionais de acesso à Internet. Em entrevista exclusiva ao Portal IPNews, Carlos Reich, gerente do segmento de Redes Empresarias da Intelbras, fala sobre os objetivos desta parceria e explica como espera que a soluções promovam diferenciais de negócio para o setor de infraestrutura de internet. Acompanhe a entrevista abaixo.

Por favor, conte-nos quem é a Cambium?
Carlos Reich: A Cambium é um player que oferece soluções de banda larga sem fio presente em todo o mundo e amplamente reconhecida no mercado. Possui sede nos EUA e tem o foco em oferecer produtos e softwares de alto desempenho em soluções que exigem robustez, alta performance e estabilidade. A Intelbras tem produtos que protegem, conectam, aproximam e transformam a vida das pessoas, e a Cambium foi a escolha ideal para o lançamento das soluções.

Como os produtos da Cambium e da Intelbras se complementam?
CR: A Intelbras é uma empresa sempre próxima, portanto nós procuramos oferecer uma solução que fizesse sentido aos nossos clientes de uma forma bem colaborativa. De um lado temos a Intelbras, uma empresa com DNA de inovação e com uma ampla rede de canal de vendas, produtos acessíveis e suporte já reconhecidos em todo o País e, do outro lado, nós temos a Cambium, com soluções de alto desempenho e eficiência tecnológica para os provedores. A intenção foi unir essas partes para ampliar conexões aos clientes.

Na prática, em termos de produtos, nós temos o ePMP 2000 da Cambium e todo o hardware envolvido (AP, Antena Setorial e Antena Beaforming), atuando como Basestation e as CPE’s WOM 5A MiMo da Intelbras. Através de licenças exclusivas é possível interconectar as tecnologias.

O lançamento tem por objetivo compatibilizar produtos da categoria de banda larga da linha de rádios nacional WOM com a tecnologia Cambium e TMP, visando aumentar substancialmente o desempenho dos produtos Intelbras que fazem parte dessa solução conjunta, proporcionando maior performance na velocidade dos planos, permitindo mais usuários e, consequentemente, maior rentabilidade aos provedores de internet.

Vocês anunciaram, esta semana, uma solução de rádio para provedores de acesso. Esta linha não concorre com as soluções da Intelbras?
CR: A solução da Cambium de forma alguma compete, ela complementa nossa atuação do mercado pois conseguimos operar em projetos robustos e demandas específicas dos provedores que querem ampliar sua rede.

Em conjunto, desenvolvemos uma solução que permite aos ISPs aumentar a eficiência da sua rede já existente, sem realizar a troca dos rádios dos clientes, através de uma simples atualização de software. Para os provedores, esse lançamento significa entregar planos de banda mais altos, comercializando novos serviços e aumentando suas receitas.

Quais são os diferenciais tecnológicos, operacionais e comerciais desta nova solução?
CR: A solução em si já é inovadora e inédita no mercado. São diversos aspectos que envolvem testes de cenários de portes variados. A Cambium entra com o diferencial de otimizar a rede e eliminar um dos maiores problemas dos provedores que é a interferência. Operacionalmente, a solução é facilitada ao cliente, que pode adquiri-la diretamente com a Intelbras, tanto com a Basestation Cambium ou das CPEs Intelbras. A vantagem se torna nítida ao cliente, que vai ter um altíssimo desempenho em rede com um ótimo custo x benefício e todo o suporte e atendimento que ele necessitar.

Além de proporcionar maior performance na velocidade dos planos, permitindo mais usuários, a solução possui protocolo Cambium no hardware Intelbras, o que eleva a capacidade dos modelos WOM 5A MiMo que já estão na rede do ISP com apenas uma atualização e conta com o software em nuvem CnMaestro, o qual permite a organização e o gerenciamento da rede em tempo real.

A solução possui compatibilidade com Beamforming, promovendo uma distribuição de dados mais eficiente, o que reduz drasticamente os efeitos da interferência no canal, focando o sinal na direção específica do dispositivo e, também, compatibilidade com GPS Sync, permitindo o reuso da frequência, eliminando a autointerferência primária e reduzindo a secundária. A solução conta, ainda, com compatibilidade no Filtro de Frequência, protegendo a rede de interferências. Além dos benefícios citados anteriormente, ela também proporciona a consolidação e expansão dos negócios dos provedores de internet.

Vocês definiram alguma estratégia comercial para atrair o provedor de acesso?
CR: A solução é atrativa pois permite que os provedores que já atuam com os produtos da Intelbras (em específico o WOM 5A MiMo) possam dar esse “upgrade” na rede com valores diferenciados. É importante frisar sobre nossa rede de atendimento e suportes especializados, a empresa já possui canais de atendimento exclusivo aos IPS, o que proporciona um relacionamento mais próximo e eficiente.

Qual é o nível de adesão esperado? Ou seja, quanto vocês esperam vender?
CR: Nós não comentamos as projeções, mas podemos dizer que aderência está sendo muito positiva. A solução, desde o início, teve como premissa ouvir as necessidades do cliente e estar próximo de suas necessidades, que dentro de um cenário de provedor é muito ampla. Foi uma solução muito esperada no mercado e os provedores de fato já constataram os benefícios a curto prazo (ampliação de bandas, mais clientes atrelados, maior rentabilidade). A intenção é cada vez mais atender projetos estratégicos, aumentando o faturamento dos provedores e crescer de forma mútua e contínua.

É importante destacar que, para verificar se a solução estava performando de forma plena e adequada, ela foi testada por diversos meses por provedores de internet parceiros da Intelbras de portes diversos. A Bitcom, um dos ISPs que testaram a solução, relata que foi um sucesso e já rendeu novas possibilidades de comercialização. Devido a esses retornos extremamente positivo, esperamos que a venda das soluções seja satisfatória.

Esta parceria planeja novos lançamentos no curto ou médio prazo no Brasil?
CR: Estamos estudando ampliar o portfólio de itens Cambium na solução e também integrar outros modelos de CPEs da Intelbras, como o WOM 5A-23. Uma vez aprovadas essas homologações e testes envolvidos, iremos oferecer ao mercado.

(*) O InfraDigital é um projeto comum de conteúdo do InfraROI e o do IPNews. Para informações sobre o formato, consulte Jackeline Carvalho (jackeline@cinterativa.com.br), Nelson Valêncio (nelson@canaris-com.com.br) ou Rodrigo Santos (rodrigo@canaris-com.com.br).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *