Odebrecht mostra know how de construção mais de 5 mil km de dutos na Rio Pipeline

Redação – 28.08.2019 –

Acervo da companhia inclui instalação de mais de 5 mil quilômetros no Brasil e fora do país

Gasoduto Albanesi-Cammesa faz parte do acervo de mais de 5 mil km de dutos construídos

A experiência acumulada de construção de dutos será o destaque da Odebrecht Engenharia e Construção (OEC) durante a Rio Pipeline 2019, maior evento nacional da indústria de dutos, que acontece de 03 a 05 de setembro, no Rio de Janeiro. A empresa tem um histórico de implantação de mais de 5 mil km de polidutos e gasodutos em diversos países e em áreas de condições climáticas extremas, como em desertos, selva Amazônica, Cordilheira dos Andes e Patagônia Argentina.

“Nossas obras foram feitas com nível de qualidade internacionalmente reconhecida e acreditamos que estamos prontos para atender às demandas de qualquer cliente neste segmento”, explica Eduardo Quintella, diretor de Operações da OEC no Brasil. Um exemplo foi a obra do Gasoduto Sul Peruano, que atravessa mais de 1.100 quilômetros de selva, cordilheira e deserto, com altitudes variando do nível do mar até 4.900 metros, o que demandava uma atenção especial para casos de emergências.

A diversidade de projetos inclui dutos com diâmetros variando entre 10 e 42 polegadas e em vários tipos de terrenos, incluindo áreas desérticas. Os projetos envolveram ainda travessias de grandes rios e cruzamento sob rodovias, ruas e ferrovias adotando-se métodos não destrutivos, como perfuração horizontal e furo direcional. Além da construção de oleodutos e gasodutos, a OEC foi responsável pela ativação de estações compressoras de gás e de bombeamento de óleos e combustíveis, além de terminais de armazenamento de gás e combustíveis, entre outros empreendimentos ligados ao setor.

Tecnologicamente um dos recursos que a construtora vai mostrar nessa área no Rio Pipeline é o simulador de pipelayer, tipo de guindaste adaptado a uma escavadeira desenvolvido pela Volvo, no qual o visitante vai poder simular a operação de montagem dos dutos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *