Piauí define modelo de PPP para saneamento básico no estado em parceria com BRK Ambiental

Redação – 08.04.2019 –

Superintendência de Parcerias e Concessões lidera o grupo de trabalho para o projeto de parceria publico privada em Picos e região

Picos: considerada cidade modelo e capital do Sertão do estado do Piauí

Um grupo de trabalho liderado pela Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc) do Piauí vai definir o modelo de parceria publico privada para a cidade de Picos e região. A ideia é que o modelo seja replicado no interior do estado. A primeira reunião do grupo aconteceu na quinta feira passada (4/4) e teve a participação da BRK Ambiental, proponente da realização dos estudos e autodenominada maior concessionária privada de saneamento básico do país, o  IEAPI (Instituto de Águas e Esgotos do Piauí) e a Agespisa, agência regulatória do estado.

“Nós definimos algumas premissas, dentre elas a de que será um modelo novo, em que Picos segue como um município âncora com um processo e um projeto individualizado, isolado e com a possibilidade de adesão dos outros municípios”, explicou Viviane Moura, superintendente da Suparc. De acordo com ela, as outras premissas foram mais técnicas e financeiras. Na sequência, a empresa juntamente com o grupo técnico do estado vai fazer uma visita à região e conferir in loco alguns dados que foram levantados pela Agespisa.

A Suparc é a entidade estadual responsável por estruturar e gerir os projetos de PPPs, mas os grupos técnicos que auxiliam na estruturação dos estudos de cada projeto de PPP é formado por órgãos e autarquias da administração públicas especializados. Viviane lembra que o grupo técnico é um multidisciplinar e colabora na estruturação de estudos. “É fundamental, inclusive, pra apoiar o proponente que é privado e que tem interesse em achar e desenvolver esse melhor modelo”, completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *