Quase 2,3 mil cidades ficam aptas ao 4G na faixa de 700 MHz

Da Redação – 31.08.2017 –

Ao acrescentar 269 municípios na lista de cidades onde há viabilidade técnica para a entrada em operação do sinal do serviço de telefonia móvel na faixa de 700 Megahertz (MHz), O Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired), da Anatel, deixa um total de 2.292 cidades aptas à utilização do 4G nesta faixa no país.

Entre as 269 cidades estão duas capitais: Vitória (ES) e São Luís (MA). Além dessas, também se encontram, entre outras, Piaçabuçu (AL), Feira de Santana (BA), Quixadá (CE), Aragarças (GO), Pirapora (MG), Corumbá (MS), Rondonópolis (MT), Laranjal (PR), Ariquemes (RO), Uruguaiana (RS) e Chapecó (SC).

Das novas cidades incluídas na lista, 196 estão aptas a iniciar a campanha de mitigação preventiva, na qual a população é informada sobre como agir em caso de interferência do sinal da banda larga móvel na TV aberta digital. Outras 73 possuem pendências a serem corrigidas para o início da mitigação.

O período de mitigação dura em média 30 dias. Após o término deste processo, a Anatel autoriza que a banda larga móvel passe a funcionar na faixa de 700 MHz. As pendências mais comuns para o início da mitigação são relativas à canais autorizados, mas que não estão em funcionamento.

De acordo com a Anatel, o serviço de 4G que opera na faixa de 700 MHz está muito próximo das frequências usadas pela TV aberta. Isto pode causar interferência na recepção do sinal da TV.  A faixa de 700 MHz, ainda segundo o órgão regulador, além de aumentar o total de frequências disponíveis para a banda larga móvel apresenta vantagens na propagação do sinal. Adicionalmente, a faixa facilita o acesso à programação em ambientes fechados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *